TRE-AM autoriza Amazonino a pagar abono com dinheiro do Fundeb a professores

Amazonino Mendes

TRE-AM autorizou governador Amazonino Mendes a pagar abono do Fundeb aos professores (Foto: Divulgação)

Da Redação

MANAUS – O juiz Bartolomeu Ferreira de Azevedo Júnior, do TRE-AM (Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas), autorizou o governador Amazonino Mendes (PDT) a pagar abono com dinheiro do Fundeb (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica) aos professores da rede estadual. O pedido foi feito em setembro, durante a campanha para o primeiro turno das eleições de 2018.

Na decisão, o juiz afirma que a autorização do pagamento poderia, em tese, desequilibrar o pleito eleitoral em favor do governador Amazonino Mendes, que é candidato à reeleição, causando “certa confusão no eleitorado”.

Mas o juiz diz que é necessário “ponderar certos princípios, por isso, acredito que como o abono salarial tem natureza alimentar e que, de fato, o pretenso pagamento não representa revisão geral da remuneração dos servidores públicos, vez que é restrita a uma única categoria, no caso, os servidores da educação, não há porque não ser autorizado”, escreveu na sentença.

Com a decisão, o governador Amazonino Mendes deve se pronunciar ainda nesta semana para informar a data que fará o pagamento aos professores.

O Fundeb é formado por dinheiro proveniente dos impostos e das transferências obrigatórias aos estados, Distrito Federal e municípios (fundos de participação constitucionais).

Além desses recursos, a União faz aporte complementar em alguns Estados o que, no ano passado, representou R$ 13 bilhões. O recurso da União é repassado quando o valor por aluno no estado não alcança o mínimo definido nacionalmente (atualmente, R$ 3.016,17 ao ano).

2 Comments on "TRE-AM autoriza Amazonino a pagar abono com dinheiro do Fundeb a professores"

  1. jose antonio santos | 9 de outubro de 2018 de 09:32 | Responder

    Parabéns governador, os professores, merecem receber este abono, tanto esperado.

  2. porque administrativos não tem direito do fundeb, se somos todos servidores da área de educação?

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.