Sobre o site

Jornal Online do Amazonas para o Brasil
—————————————————–

NOSSA EQUIPE

Diretor de Redação: Valmir Lima

Editor Executivo: Cléber Oliveira

Repórteres: Aldi Brito, Felipe Campinas, Iolanda Ventura, Valmir Lima e Cléber Oliveira

Redator: Dion Erivan

Social Media: Patrícia Borges

CONTATOS
Redação: (92) 99480-2888 (Vivo) / 98401-2888 (Vivo)
WhatsApp: (92) 98401-2888
Comercial: 99606-3138 (Claro) / (92) 99964-3138 (Vivo)

Mensagens para a Redação
[email protected] / [email protected]

Mensagens para o Comercial
[email protected]

——————————————

O SiteAMAZONAS ATUALé um produto da empresa Amazonas Atual Comunicação
– CNPJ: 19.190.734/0001-09
– End.: Rua Franco de Sá, 310, Edifício Atrium, Sala 506, São Francisco
Cep: 69.079-210 – Manaus – AM

Comments 11

  1. Luciano lopes moraes says:

    Sobre a matéria do tjam em extinguir 12 comarcas. Foram aprovados recentemente 59 novos juízes.Porque não nomeá -los imediatamente já que o orçamento do tjam foi majorado em 50% para 2017.

  2. sandro silva says:

    Muitas falhas encontra-se no executivo. Mas a mesma medida de investigação deve ser aplicada ao judiciário e ao legislativo.

  3. Reinaldo says:

    Parabéns ao jornal AMAZONASATUAL, pela cobertura do atentado terrorista em Humaitá contra o IBAMA e o ICMBio e pela investigação do caso da FUNAI e da CESAI.

  4. WILLIAMS says:

    ACHO QUE TODOS OS SITES DESTINADOS A PRESTAR INFORMAÇÃO A SEU INTERNAUTA DEVEM SER IMPARCIAIS, ONDE FOI PARAR A NOTICIA SOBRE A DECISÃO DO TCE DE DEVOLVEREM AOS COFRES PÚBLICOS OS VINTE E NOVE MILHÕES EM OBRAS NÃO REALIZADAS?
    ADOREI ESSA MATÉRIA!!!! E PARABÉNS A VOCÊS PELAS INFORMAÇÕES PRESTADAS. NÓS PRECISAMOS SABER ONDE ANDA NOSSO DINHEIRO E TAMBÉM AO ERÁRIO NÃO É MESMO?

  5. Janilson Mendonça says:

    Olá. Desde quando (dd/mm/ano) o amazonasatual está no ar???

    • Valmir Lima says:

      Olá, Janilson Mendonça. Estamos no ar desde 25 de novembro de 2013.

  6. CPLCRB says:

    Nas cidades de Manaus e São Paulo, os cidadãos brasileiros foram recompensados ​​por contribuir para a libertação de russos que foram massivamente ilegalmente detidos e submetidos a abduções, prisões e retenção forçada no país em 2016-2017 na Amazônas. As empresas russas, cujos líderes foram reprimidos, e a organização de direitos humanos OKORGB apresentaram valiosos presentes, cartas e gratidão aos brasileiros, onde notaram sua contribuição para manter a moral dos russos e uma assistência abrangente no combate ao terror policial. O texto dos certificados dizia: “Sua ajuda no combate ao crime e à corrupção na Polícia Federal do Brasil, o confronto da calúnia e a incitação à Russophobia é um importante contributo para a proteção da democracia, dos direitos humanos, da Constituição do Brasil e da amizade entre nossos países”. “Sua ajuda na luta com repressões contra os russos inocentes é uma ação civilosa e corajosa que promove o desenvolvimento da diplomacia popular e boas relações entre o Brasil e a Rússia. “O Brasil pode se orgulhar de cidadãos como você”.
    A Embaixada da Federação Russa no Brasil também apresentou presentes valiosos ao advogado de turistas russos.
    https://www.facebook.com/CPLCRB/posts/863393247168961

  7. José Augusto Bessa Júnior says:

    Sou Arquiteto Urbanista e professor universitário não conhecia este site, mas depois pesquisando alguns temas no Google acabei me deparando com um rico conteúdo disponibilizado. Gostaria de Parabenizar toda equipe pela imparcialidade, objetividade e clareza com que conseguem passar as informações aos leitores. Me tornarei um leitor assíduo principalmente pela facilidade com que podemos encontrar as informações sempre “linkadas”, organização das matérias, pouca poluição visual o que torna a leitura agradável. Parabéns.

  8. Maria Aparecida Chueiri says:

    Gostaria de saber como comprar carro com descontos por doenças (carro semi-novo) Obrigada boa tarde

  9. Laura Queiroz says:

    Prezado Sr. Valmir Lima,

    Em meados de novembro de 2018, toda a mídia amazonense divulgou a notícia de que havia sido denegada a segurança no MS 15.118/DF, mandado de segurança que está no STJ e que mantém 71 ex-funcionários da Fucapi na Suframa. Com a denegação da segurança, na seção de 14/11/2018, todos os 71 ex-funcionários da Fucapi que se encontram na condição de “terceirizados” na Suframa deveriam ser desligados imediatamente.

    Ocorre que até agora, meados de março de 2019, todos os 71 funcionários da Fucapi permanecem na Suframa, sem previsão de saída. Isso porque o acórdão da decisão ainda não foi publicado pela primeira seção do STJ. Sem a publicação, o Ministério do Planejamento e a Suframa não podem cumprir a decisão.

    Em 14 de março de 2019, entrei em contado com a Secretaria da primeira Seção para questionar a demora na publicação do acórdão, momento em que fui informada por um servidor que a demora está senda causada pelo Ministro Mauro Campbell que até o momento não encaminhou o voto vista para ser publicado com o acórdão. Ressaltou o servidor que apenas quando fosse encaminhado o voto vista pelo Ministro, é que o acórdão poderia ser publicado.

    Indaguei o servidor acerca do prazo e o mesmo respondeu que o Ministro não tem prazo para encaminhar o voto vista. Tais informações podem ser confirmadas com a ligação para o número 0 41 61 3319-9894, da primeira seção do STJ. Basta informar o número do MS 15.118 e a secretaria irá encaminhar a ligação para o gabinete.

    A verdade é que a liminar concedida no MS caiu, mas até agora a decisão não teve eficácia alguma. A liminar sustenta os terceirizados na Suframa desde 2010 – com salários que não condizem com a realidade da remuneração de um concursado da própria autarquia – e mesmo após ter caído, continua sustentando, sabe-se lá até quando e os reais motivos de toda essa proteção.

    É dinheiro público que está sendo desperdiçado desde novembro de 2019, sem qualquer fundamento legal. O Ministério do Planejamento foi comunicado do resultado do julgamento, como pode ser verificado no espelho do processo no site do STJ, mas não se vislumbra nenhuma providência no âmbito da Suframa até que seja publicado o acórdão.

    Peço para termos a identidade preservada, já que estamos na qualidade de excedentes do último concurso da Suframa e com MS aguardando julgamento para consigamos nossa nomeação.

    Em anexo, encaminho as folhas de pagamento de 2017 dos colaboradores da Fucapi mantidos pelo MS 1.5.118/DF (todas obtidas da Suframa via e-sic) e o espelho do processo.

    Pedimos sua ajuda para levar a publico essa falta de respeito e descaso do judiciário. Ainda mais sendo um ministro amazonense. Por que será que está segurando tanto o processo??

    Att,

    Laura Queiroz

  10. SOS says:

    COMO A ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA DO AMAZONAS TEM TANTAS MORDOMIAS SOMENTE PRA FUNCIONÁRIOS E PARENTES DA CASA ( FISIOTERAPIA, ACADEMIA DE GINÁSTICA E MUSCULAÇÃO, PISCINA, RESTAURANTE E SE NÃO ME ENGANO ATÉ SAUNA) E FUNCIONÁRIOS PÚBLICOS DE OUTROS ÓRGÃOS NÃO TEEM ACESSO E MUITOS NÃO SABEM, VISTO QUE, TODO DINHEIRO EMPREGADO NAQUELE COMPLEXO PROVÉM DO DINHEIRO PÚBLICO, VCS NÃO ACHAM MORDOMIAS DEMAIS PARA UM SÓ ÓRGÃO PÚBLICO, PQ NÃO É ABERTO A FUNCIONÁRIOS DE OUTROS ÓRGÃOS, SERÁ QUE É MAIS UM CONGRESSO NACIONAL DA VIDA MANTIDO PELO POVO.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Login to your account below

Fill the forms bellow to register

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.

Open chat
1
Quer receber as principais notícias do ATUAL todos os dias na palma da mão?
Envie uma solicitação. É muito simples!
Powered by