Segurança Pública: Melo diz que alugar é mais vantajoso do que comprar carros

Jose Melo viaturas

O governador José Melo disse que 30% das viaturas do Ronda no Bairro se envolvem em acidentes por ano e que a manutenção pelo Estado causaria a descontinuidade do serviço (Foto: Amazonas Atual)

 

MANAUS – O governador José Melo disse, nesta sexta-feira, durante evento de entrega de novas viaturas para a Polícia Militar e Polícia Civil, que o aluguel desses carros é mais vantajosa do que a compra dos veículos. De acordo com o governador, a principal justificativa é o gasto com manutenção. Segundo ele, em média 30% dos carros que atuam no programa Ronda no Bairro se envolveram em acidentes e precisaram de manutenção.

“Com o contrato que se tem, uma viatura se acidentou, em 24 horas a empresas tem que colocar outra no lugar. Se fosse do Estado, teria que ir para uma oficina, o governo teria que fazer uma licitação para comprar as peças, e nós teríamos um prejuízo dos serviços”, disse o governador.

O preço do aluguel de uma viatura, em média, sai a R$ 93.359,38 por ano, pelo contrato firmado pela Secretaria de Segurança Pública com duas empresas que vão fornecer 234 carros para as polícias do Amazonas. O valor de carro da marca Renault tipo Duster custa, no mercado, em média, R$ 60 mil.

Carros são da empresa

O sistema adotado pelo governo, iniciado como  Programa Ronda no Bairro, de aluguel de carros, deixa o governo sem qualquer estrutura ao final do contrato, porque carros e equipamentos pertencem à empresas. Durante o evento, Melo foi questionado sobre o futuro dos carros e respondeu assim: “Essas viaturas do contrato anterior não pertencem mais ao Estado. Elas pertencem à empresa tinha um contrato anterior, que encerrou em dezembro. Agora nós temos um novo contrato e o que estamos fazendo é a substituição dessas viaturas por essas novas”.

Desde 2012, quando o governo começou a pagar o contrato de aluguel da Delta Construções S/A, a empresa recebeu R$ 128.566.821,61, uma média de R$ 43 milhões por ano. Com o fim do contrato, nada fica para o Estado. “Essas viaturas que estão no pátio não são mais objeto de conserto pelo Estado. Eu não sei que destino a empresa contratante anterior vai dar”, disse Melo.

700 carros

A previsão do governo é alugar 700 carros de empresas privadas, ao custo de R$ 60 milhões, segundo dados da Secretaria de Segurança Pública. Essas novas viaturas serão inseridas no sistema até junho, e o destino delas é capital e interior do Estado. “As 100 primeiras estão aí, de 15 em 15 dias entram mais 50 até a gente chegar a substituir todas”, disse o governador.

Questionado se o sistema de segurança do Estado tinha apenas 100 viaturas, o governador explicou que não. “O que estamos substituindo são aquelas viaturas que eram do Ronda no Bairro, e aproveitamos esse contrato que estamos firmando agora para também substituir algumas viaturas próprias do Estado que já estavam aí. O custo de manutenção já era muito maior do que a aquisição de uma viatura nova”, disse Melo.

Das 100 viaturas entregues nesta sexta-feira, 70 são para a Polícia Militar e 30 para a Polícia Civil.

Seja o primeiro a comentar on "Segurança Pública: Melo diz que alugar é mais vantajoso do que comprar carros"

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.