Defesa de Melo no TSE desqualifica decisão do TRE-AM e diz que ela se baseou em matéria do Fantástico

Marcelo Ribeiro, advogado de José Melo, diz que cassação foi feita com base em matéria do Fantástico (Foto: Reprodução)

Marcelo Ribeiro, advogado de José Melo, diz que cassação foi feita com base em matéria do Fantástico (Foto: Reprodução)

MANAUS – O advogado Marcelo Ribeiro, que fez a sustentação oral pela defesa do governador José Melo (Pros), no julgamento no TSE (Tribunal Superior Eleitoral), na manhã desta quinta-feira, 23, do Recurso Ordinário 224661, desqualificou a decisão do TRE-AM (Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas) que cassou o mandato do governador e do vice-governador do Amazonas. De acordo com o advogado, o acórdão do TRE-AM se baseou em matéria jornalística do Fantástico, programa da Rede Globo, que apresentou matéria sobre o caso.

Marcelo Ribeiro leu trechos, afirmando que eles era “inacreditáveis”. O advogado disse que o TRE-AM impediu a produção de provas no processo requerida pela defesa de Melo e aplicou a cassação usando como prova apuração de repórter do programa Fantástico da Rede Globo. “Só se queria uma versão”, disse o advogado, que classificou o julgamento como “o mais escandaloso caso de cerceamento da defesa”.

O julgamento do Recurso Ordinário foi iniciado as 8h30 (horário de Manaus), com a apresentação da presidente da sessão, ministra Rosa Weber. O relator do processo, ministro Napoleão Nunes, pediu aos julgadores a dispensa da leitura do relatório, o que foi acatado por todos, e passou às sustentações orais. Ele anunciou que seriam seis sustentações orais, a começar pela defesa do governador José Melo.

Há um ano Melo contrata ‘tropa de elite’ de advogados de sete escritórios de Brasília

Seja o primeiro a comentar on "Defesa de Melo no TSE desqualifica decisão do TRE-AM e diz que ela se baseou em matéria do Fantástico"

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.