Resposta ao MPF: Governo do Amazonas nega falta de controle em pagamentos da Sefaz

Da Redação

O Governo do Estado do Amazonas divulgou nota, no início da noite desta terça-feira, 11, em que informa ter implantado medidas e sistemas de controle nos pagamentos feitos pela Sefaz-AM (Secretaria de Fazenda do Amazonas) e reafirmar seu compromisso com a transparência e o combate a todo e qualquer tipo de desvios.

A nota é uma resposta ao procurador da República Alexandre Jabur, que atua nos processos da Operação Maus Caminhos. Pela manhã, em entrevista coletiva de apresentação de um balanço da operação, Jabur disse que a cobrança de propina para pagar fornecedores do Estado era regra na Sefaz-AM. 

De acordo com o procurador, ele propôs a diversos governos, inclusive ao governo atual, comandado por Amazonino Mendes, medidas para resulver o problema, mas segundo ele, “a última resposta que recebemos, inclusive da lavra do próprio governador atual, Amazonino Mendes, foi de que ele não tinha interesse em resolver essa questão porque o governo era um governo tampão e, portanto, ele não achava conveniente resolver esse problema.

Na nota, o governo rechaça a informação do procurador e diz que adotou medidas para e sistema de controle de pagamentos na Sefaz.

Leia a matéria completa

Veja nota do governo na íntegra:

O Governo do Estado do Amazonas rechaça a afirmativa de que se negou a implantar medidas e sistemas de controle nos pagamentos feitos pela Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz-AM). Desde o início da atual gestão, em outubro de 2017, foi implementada uma série de procedimentos de controle, de combate à corrupção e de renegociação de contratos, que resultaram em redução efetiva nos custeios do Governo do Estado. Só na Secretaria de Estado da Saúde (Susam-AM), alvo da Operação “Maus Caminhos” em gestões passadas, a redução foi de R$ 300 milhões.

Em relação aos recursos federais, ressalta-se que a competência de administrá-los é de cada secretaria beneficiada. A Sefaz cuida exclusivamente dos recursos do Tesouro Estadual. Todavia, os procedimentos de controle valem para todas as secretarias estaduais.

A atual gestão do Governo do Amazonas reafirma seu compromisso de absoluta transparência e de combate a todo e qualquer tipo de desvios, além de ser receptivo a sugestões que venham a aprimorar o controle dos recursos públicos. Graças a isso, hoje, o Governo do Amazonas está entre os quatro estados com melhor desempenho nas contas públicas, segundo atesta documentos oficiais do Tesouro Nacional, divulgados amplamente pela imprensa.

1 Comentário on "Resposta ao MPF: Governo do Amazonas nega falta de controle em pagamentos da Sefaz"

  1. Deveriam investigar também os pagamentos feitos pela prefeitura de Manaus. Há um modus operanti que está prejudicando todos os fornecedores.

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.