MP-AM investiga uso de bem público por advogado candidato a desembargador

Centro de Convenções Vasco Vasques foi palco do evento de lançamento da candidatura de Charles Garcia (Foto: Alex Pazuello/Secom)

MANAUS – A 77ª Promotoria de Justiça de Patrimônio Público abriu um procedimento para investigar o uso do Centro de Convenções Vasco Vasques, patrimônio do Governo do Estado do Amazonas, para a festa de lançamento da candidatura do advogado Charles Garcia para desembargador do Tribunal de Justiça do Amazonas. Ele concorre com outros 33 candidatos a uma das vagas destinada à OAB-AM. Na eleição que será realizada no dia 26 deste mês, será formada uma lista com seis nomes, para uma nova eleição entre os desembargadores, que escolhem três candidatos. A lista tríplice é enviada ao governador do Estado, que escolhe um dos nomes para a vaga de desembargador. No lançamento da candidatura, Chales Garcia trouxe o cantor Neguinho da Beija Flor e distribuiu camisetas aos participantes da festa com o nome dele. Mas o MP-AM quer saber se o Centro de Convenções Vasco Vasques foi cedido, quem cedeu e por que cedeu; ou se foi pago, quem pagou e como pagou. Neste fim de semana, a OAB-AM criou duas comissões para acompanhar a campanha dos candidatos com o objetivo de evitar os excessos, que vêm sendo criticados nas redes sociais.

Seja o primeiro a comentar on "MP-AM investiga uso de bem público por advogado candidato a desembargador"

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.