Susam tem 770 servidores em outras secretarias que custam R$ 23 milhões por ano

MANAUS – A Susam (Secretaria de Saúde do Amazonas) justifica a terceirização de suas unidades em virtude do déficit de servidores, porém tem cedido para outras secretarias e instituições 770 funcionários entre estatutários e comissionados que custam R$ 23 milhões por ano, diz relatório da comissão de transição divulgado pelo governador Wilson Lima, nesta quarta-feira, 2. Exclusivamente com funcionários em Regime Especial Temporário cedidos para a Semsa (Secretaria Municipal de Saúde) que atuam nos centros de saúde que foram municipalizados, o Estado atualmente gasta R$ 12 milhões com o pagamento de 239 servidores. A Susam passou de 15 empresas médicas contratadas há 15 anos para mais de 243 atualmente.

1 Comentário on "Susam tem 770 servidores em outras secretarias que custam R$ 23 milhões por ano"

  1. questione-os sobre a necessidade de convocar o restante dos concursados da SUSAM 2014, assim economizaria e traria muito mais qualidade aos serviços, devido a carga horário de trabalho regular e efetiva, e não essa sobrecarga associada com a falta de pagamento dos salários em dias.

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.