Campanha do PT busca desconstruir o candidato Jair Bolsonaro

Haddad coloca sua candidatura como uma ‘reunião de forças para se opor ao projeto totalitário de Bolsonaro’ (Foto: Reprodução/YouTube)

Da FolhaPress

SÃO PAULO – Em uma ofensiva para desconstruir o adversário, a campanha de rádio do presidenciável Fernando Haddad (PT) nesta quinta-feira, 18, reúne falas de Jair Bolsonaro (PSL) em que ele se diz contra o voto, defende a guerra civil e minimiza a morte de pessoas inocentes.

O programa classifica Bolsonaro como o candidato dos ricos e poderosos e o chama de falso, ilustrando o posicionamento dele sobre o Bolsa Família antes e depois da campanha eleitoral, assim como a forma como o deputado se dirige a mulheres.

Haddad coloca sua candidatura como uma “reunião de forças para se opor ao projeto totalitário de Bolsonaro”.
Já o programa Jair Bolsonaro foi o mesmo veiculado na noite desta quarta-feira, 17, na televisão. A peça começa com uma crítica ao fato de a campanha de Haddad levar ao ar um depoimento de Maria Amélia de Almeida Teles, torturada pelo coronel Brilhante Ustra durante a ditadura, exibindo ainda cenas do filme “Batismo de Sangue” sobre o período. A homenagem feita pelo deputado ao coronel durante a votação do impeachment de Dilma Rousseff (PT) também aparece.

“O Brasil está assistindo a forma mais baixa e triste de fazer campanha. Cenas deploráveis e condenáveis, expondo pessoas de uma forma covarde”, diz o programa de Bolsonaro, que exibe depoimentos de seus eleitores dizendo que o adversário apela porque está perdendo a eleição.

Seja o primeiro a comentar on "Campanha do PT busca desconstruir o candidato Jair Bolsonaro"

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.