A lenda do ‘político honesto’ e a ‘nova era’ da mitologia brasileira

Eram tudo flores, a família Bolsonaro parecia ter aparecido feito um meteoro de coisas boas e soluções instantâneas. Na ponta da língua, críticas aos governos anteriores, “Vamos acabar com a corrupção no Brasil” era o que falavam.

Discursos falhos e sedutores, levaram a família Bolsonaro até a presidência. Não sei se acredito na fraqueza dos eleitores ou na sua capacidade de ser otimista mesmo em meio à um caos.

Antes de completar um mês da posse, uma coleção de polêmicas infantis, e contradições. Não dá para confiar no que o presidente fala, ele sempre volta atrás, esse é o sentimento.

Como se tudo isso fosse pouco, a pedido de Flávio Bolsonaro o Supremo Tribunal de Justiça simplesmente suspendeu uma investigação importante que diz respeito diretamente ao futuro do Brasil.

Futuro incerto, um governo de total caráter duvidoso. Preocupa mas não surpreende, Bolsonaro e sua família apenas cumpre o que desde sempre já era bem claro. Eles não são confiáveis.

Seja o primeiro a comentar on "A lenda do ‘político honesto’ e a ‘nova era’ da mitologia brasileira"

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.