Terreno da Manaus Ambiental é ‘criadouro’ de Aedes aegypti

Caixa dos mosquitos 1

Caixas no solo estão cheias de água parada e limpa e favorecem a proliferação de mosquitos (Foto: Divulgação/Assessoria Parlamentar)

MANAUS – Um terreno da Manaus Ambiental, no bairro Santa Etelvino, zona norte de Manaus, onde está instalada um reservatório de água, se transformou em um ambiente propício para a criação do mosquito Aedes aegypti, transmissor dos vírus da denge, chikungunya e Zika, doenças que assombram o país e mobilizam autoridades da União, Estado e Municípios. O reservatório fica na Rua Nossa Senhora de Fátima, próximo à Feira Municipal Santa Etelvina e bem em frete a uma Unidade Básica de Saúde.

Om vazamento no reservatório está há dias jorrando água no terreno, o que resulta na formação de poças de água limpa, ambiente ideal para a produção de larvas do mosquito. No terreno também há caixas construídas no solo, que estão cheias de água.

No fim do mês passado, a Semsa (Secretaria Municipal de Saúde) informou que a Visa Manaus (Vigilância Sanitária de Manaus) passaria a multar, a partir deste mês, os estabelecimentos comerciais que passassem por inspeção dos agentes de endemias e fosse constados casos de reincidência da presença do mosquito Aedes aegypti.

Nesta sexta-feira, a assessoria de comunicação da Semsa informou que a Visa Manaus seria acionada para inspecionar o local onde está instalado o reservatório da Manaus Ambiental e, se for constatada a presença de larvas do mosquito, a empresa poderá ser multada.

Contatada, a empresa Manaus Ambiental enviou a seguinte nota:

Manaus, 05 de Fevereiro de 2016 – A Manaus Ambiental informa que realiza manutenções e rondas de segurança diariamente, nas unidades externas da concessionária.

Em relação ao reservatório localizado na rua Nossa Senhora de Fátima, no bairro Santa Etelvina, uma vistoria foi realizada na unidade ainda hoje (05), e não foi constatado nenhum vazamento, apenas poças de água da chuva. Uma equipe de manutenção já está programada para limpeza e capina da área, na segunda-feira (08).

Por várias vezes a concessionária já instalou portões de ferro com cadeados no terreno, que foram furtados, a Manaus Ambiental sofre diariamente com o vandalismo em áreas externas da concessionária, tendo como alvo maior dos vândalos os painéis elétricos e cabos de cobre que na maioria das vezes, são furtados e vendidos por quadrilhas de usuários de drogas.

A concessionária conta com o apoio da população para a denúncia de tentativas de invasão nessas áreas, através dos canais de comunicação 24h e também, o apoio para a comunidade não jogar lixo nessas áreas.

SAC: 08000-920-195

SAC (Outras localidades): (92) 3627-8360

E-mail: faleconosco@manausambiental.com.br

Veja mais imagens:

Caixa dos mosquitos 3

Caixa dos mosquitos 4

Caixa dos mosquitos 2

 

Seja o primeiro a comentar on "Terreno da Manaus Ambiental é ‘criadouro’ de Aedes aegypti"

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.