Comissão do Senado debate risco de apagões no Amazonas

Luz bandeira tarifária (Foto: Marcello Casal Jr/ABr)

Concessionária diz que a quebra no fornecimento de gás natural para as térmicas vai afetar 2,5 milhões de pessoas (Foto: Marcello Casal Jr/ABr)

BRASÍLIA – A Comissão de Serviços de Infraestruturada do Senado realiza na terça-feira, 23, duas audiências públicas sobre o fornecimento de energia elétrica, a partir de usinas térmicas, para o estado do Amazonas, onde há o risco de apagões, segundo os senadores.

O ministro de Minas e Energia, Fernando Coelho Filho, vai falar sobre as ações do governo para interromper o corte no fornecimento de gás natural a usinas térmicas do Amazonas, atendendo a sugestão do presidente da comissão, senador Eduardo Braga (PMDB-AM).

Ao justificar seu requerimento, Braga mencionou alerta da Amazonas Energia quanto ao risco de a quebra no fornecimento de gás natural para as térmicas afetar mais de 2,5 milhões de pessoas nos municípios de Manaus, Manacapuru, Iranduba e Presidente Figueiredo. Desligamentos ou apagões poderão atingir não só as residências, mas também escolas, hospitais, pontos comerciais e indústrias do Polo Industrial de Manaus.

“Temos, atualmente, o cenário iminente de racionamento e blackouts, com variações de tensão ou colapso no sistema elétrico de Manaus”, adverte o senador em seu requerimento, informando que a Petrobras voltou a comunicar a interrupção no fornecimento de gás em abril passado.

Consumidores

Na segunda audiência pública, logo em seguida, serão ouvidos Paulo Pedrosa, secretário-executivo do Ministério de Minas e Energia; Rodrigo Costa Lima e Silva, gerente-executivo de gás natural da Petrobras; Luiz Henrique Hamann, diretor de distribuição da Eletrobrás; Francisco Romário Wojcicki, diretor-presidente da Amazonas Energia – Distribuição; Elmo Vasconcelos de Melo, diretor de Engenharia da Amazonas Energiaq – Geração e Transmissão; e Romeu Donizete Rufino, diretor-geral da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

Também foram convidados representantes dos consumidores de energia, como Edvaldo Alves Santana, presidente-executivo da Associação Brasileira de Grandes Consumidores Industriais de Energia e de Consumidores Livres; e Carlos Faria, presidente da Associação Nacional dos Consumidores de Energia.

Essa audiência, que atende requerimento do senador Flexa Ribeiro (PSDB-PA), será interativa, com a possibilidade de cidadãos enviarem comentários ou perguntas pelo portal e-cidadania (www12.senado.leg.br/ecidadania) ou pelo Alô Senado (0800.612211).

(Agência Câmara)

Seja o primeiro a comentar on "Comissão do Senado debate risco de apagões no Amazonas"

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.