Arthur aparece pela primeira vez em pesquisa nacional e diz que tem potencial para crescer

Prefeito de Manaus Arthur Virgílio Neto

Prefeito disse que desempenho mostra que ele tem potencial para disputar a presidência (Foto: Alex Pazuello/Semcom)

Da Redação

MANAUS – O prefeito de Manaus Arthur Virgílio Neto (PSDB) apareceu pela primeira vez em uma pesquisa nacional de intenção de voto para a Presidência da República. Para o prefeito, o estudo mostra que ele tem potencial para crescer e superar o governador de São Paulo Geraldo Alckmin nas prévias do dia 4 de março, que escolherão o candidato do PSDB ao Palácio do Planalto.

A sondagem eleitoral foi realizada pela #PESQUISA365 e entrevistou 2.000 eleitores de 85 cidades, incluindo-se as 27 capitais, entre os dias 02 e 07 de fevereiro. Segundo a pesquisa, Arthur tem a preferência de 27,9% dos entrevistados que se declararam simpáticos ao PSDB, contra 62,3% de Alckmin. O total de pessoas que manifestaram simpatia pela legenda tucano foi 61, entre as 2.000 mil ouvidas.

“Temos um potencial muito bom a ser explorado se observarmos o fato de que nunca disputei uma eleição presidencial. Sou um nome lembrado pelos filiados do partido em todo o Brasil porque tenho uma história sólida com o PSDB”, disse o pré-candidato. A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o nº de identificação BR-05162/2018. A margem de erro é de 2,2%, para mais ou para menos, com grau de confiabilidade de 95%.

Desempenho nacional

Arthur destaca que a sondagem eleitoral o coloca em condição de competitividade no cenário nacional, especialmente na comparação com o desempenho de Alckmin na pesquisa estimulada. Arthur tem 1,1% das intenções de voto e o governador de São Paulo tem 4,4%. “Alckmin tem a visibilidade que a presidência do partido lhe dá e eu tenho apenas a proposta de fazer com que este mesmo partido que ele preside escreva uma nova história no país”, destacou Arthur.

O governador de São Paulo concorreu à presidência na eleição de 2006 e foi derrotado por Lula. Para 2018, Alckmin se apresentou como único candidato tucano até Arthur propor eleições prévias e amplas com todos os filiados do partido.

A pesquisa trabalhou dois cenários com pergunta estimulada ao eleitor sobre em quem ele votará em outubro para a presidência. No cenário 1, em que Arthur registra 1,1% das intenções de voto, Alckimin não participa. Enquanto no cenário 2, onde o governador de São Paulo tem 4,4% dos votos, o prefeito de Manaus fica de fora. Em ambos os cenários, o nome do ex-presidente Lula (PT) não é incluído.

Segundo a #PESQUISA365, Lula lidera a pesquisa espontânea, quando o eleitor é questionado sobre em quem votará sem que o pesquisador mostre a lista de prováveis candidatos. O petista soma 22%, contra 12,4% de Jair Bolsonaro (PSL). Ciro Gomes, do PDT, aparece em terceiro, com 4,1%.

No cenário 1 da pesquisa estimula, com o nome de Lula fora, quem lidera a disputa, segundo a #PESQUISA365, é Jair Bolsonaro, com 17%. O pré-candidato do PSL é seguindo por Marina Silva (Rede) com 10,4% e Ciro Gomes (PDT) com 10,1%. O quarto lugar fica com o senador Álvaro Dias, do PODEMOS, com 3,4%.

No cenário 2 da estimula, que também na conta com o nomes de Lula, a ordem dos três primeiros pré-candidatos no cenário 1 se mantém (Bolsonaro com 15,9%, Marina: 9,7% e Ciro: 9,6%). A diferença fica no quarto lugar, em que aparece o ex-ministro do STF, Joaquim Barbosa (sem partido), com 5,6%, superando Alckmin, com 4,4%.

Partidos

A consulta feita pela #PESQUISA365 também mediu o desempenho dos partidos políticos entre os eleitores. Segundo a sondagem, o PT é a legenda mais admirada entre os 35 do País (19,3%). Em segundo ficou o PV, com a simpatia de 3,1% dos entrevistados, seguido pelo PSDB, também com 3,1%.

Confira a íntegra da pesquisa abaixo:

 

 

 

Seja o primeiro a comentar on "Arthur aparece pela primeira vez em pesquisa nacional e diz que tem potencial para crescer"

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.