MP-Eleitoral já tem lista de candidatos suspeitos de derrame de santinhos

Santinhos foram deixados nas ruas de Manaus na madrugada do dia 7, primeiro turno das eleições (Foto: ATUAL)

Santinhos foram deixados nas ruas de Manaus na madrugada do dia 7, primeiro turno das eleições (Foto: ATUAL)

Por Henderson Martins/Da Redação

MANAUS – O MP-Eleitoral analisa 134 TNIs (Termos de Notícia de Irregularidades) sobre derrame de santinhos em Manaus no dia 7 de outubro, dia do primeiro turno das eleições gerais. A lista contém nomes de candidatos eleitos e derrotados nas urnas. O campeão de notificações é o deputado estadual não eleito Platiny Soares (PSB). O documento está em análise do procurador eleitoral Rafael Rocha.

Também foram identificados santinhos do candidato a governador do Amazonas, David Almeida (PSB), da deputada federal Conceição Sampaio (PSDB), que não se reelegeu; da candidata a deputada estadual Nejmi Aziz; do candidato a governador, o senador Omar Aziz (PSD); do candidato a deputado federal Marcelo Serafim (PSB); do senador eleito Plínio Valério (PSDB), do deputado Alfredo Nascimento (PR), derrotado para o Senado; do governador Amazonino Mendes (PDT), que não se reelegeu; do governador eleito Wilson Lima (PSC); e da candidata a deputada estadual Janaína Chagas (PPS).

Constam ainda na relação do MP-Eleitoral os nomes do deputado federal eleito Bosco Saraiva (SD); do candidato a deputado estadual Wanderley Dallas (SD); do deputado federal eleito Marcelo Ramos (PR); do candidato a deputado federal Henrique Oliveira (Pros); do candidato a deputado estadual Henrique Oliveira Filho (Pros); e do deputado federal eleito Sidney Leite (PSD).

O presidente do TRE-AM (Tribunal Regional Eleitoral), desembargador João Simões, disse que as despesas da limpeza ficará por conta dos candidatos que sujaram a cidade. De acordo com a Semusp (Secretaria Municipal de Limpeza Pública), as despesas da secretaria somaram em mais de R$ 114 mil.

Caso sejam condenados por propaganda irregular, os candidatos estão sujeitos a pagar multa com valores entre R$ 2 mil a R$ 8 mil. “Constitui crime, no dia da eleição, com nível de detenção de seis meses a um ano, com a alternativa de prestação de serviços para a comunidade, pelo mesmo período e multa, no valor de R$ 5 mil a R$ 15 UFIR (Unidade Fiscal de Referência) a divulgação de qualquer espécie de propagada do partido político ou dos candidatos”, disse João Simões.

Seja o primeiro a comentar on "MP-Eleitoral já tem lista de candidatos suspeitos de derrame de santinhos"

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.