PT decide não apoiar candidato no segundo turno no Amazonas

PT decide nao apoiar ninguem

José Ricardo foi o segundo candidato mais votado em Manaus no primeiro turno da eleição (Foto: Divulgação)

MANAUS – Em reunião realizada na manhã deste sábado, 12, PT do Amazonas decidiu, por unanimidade, não apoiar nenhum candidato neste segundo turno da eleição suplementar de 2017, que escolherá o novo governador do Estado. Foi decidido também que nenhum membro do partido, seja em nível estadual ou municipal, está liberado para fazer campanha ou votar em Eduardo Braga (PMDB) ou Amazonino Mendes (PDT).

Para o candidato a governador do Estado pelo PT, José Ricardo Wendling, “essa decisão só prova que o partido dos trabalhadores respeita democraticamente a decisão da maioria dos seus militantes  e  a vontade do seus 181.257 eleitores em todo o Amazonas, que foram às urnas escolher uma candidatura petista. Isso também é reflexo da unidade do partido e seu fortalecimento, mesmo com tantas forças externas agindo para o enfraquecimento do Partido dos Trabalhadores, tanto no Brasil quanto no Amazonas”.

José Ricardo defende também que o posicionamento do partido dos trabalhadores em não apoiar e não votar em nenhuma das candidaturas postas nesse segundo turno é reafirmar o desejo  do povo amazonense que não concorda com esse grupo político que vem se revezando no poder há mais de 30 anos e que deixou o Amazonas numa situação calamitosa em que se encontra hoje.

Sinésio Campos, candidato a vice na chapa e atual presidente da sigla no Amazonas, destaca que a decisão de não apoiar nenhum dos candidatos que estão concorrendo ao segundo turno ocorrem por vários motivos, dentre eles, destaca o presidente, está “o compromisso em resgatar os avanços conquistados nos governos de Lula e Dilma, principalmente a geração de emprego e renda  e a melhoria de vida do povo brasileiro”, disse.

Sinésio aponta também o que ele chama de “‘legado político conquistado nessa eleição que demonstra que uma parcela significativa da população do Amazonas está confiante nas propostas e na gestão transparente que o Partido dos Trabalhadores defende”.

Seja o primeiro a comentar on "PT decide não apoiar candidato no segundo turno no Amazonas"

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.