Na mídia e no governo números de homicídios em Manaus são iguais e divergentes

Em 2015, o Brasil registrou 58 mil homicídios (Foto: Divulgação)

Número de homicídios em Manaus teve recorde no mês de junho, mas caiu no semestre, diz SSP (Foto: Divulgação)

MANAUS – Na noite de terça-feira, 17, o Jornal da Globo apresentou reportagem em que mostrava um aumento substancial da violência na cidade de Manaus, com ênfase nos homicídios praticados por facções criminosas. A Rede Globo mostrou que até maio, a polícia registrava em média 70 casos de homicídios e que no mês de junho, esse número saltou para 103. Esse tipo de crime se mantêm em alta neste mês, quando foram contabilizados 50 mortes violentas do dia 1° ao dia 15 de julho. Nesta quarta-feira, 18, a SSP (Secretaria de Segurança Pública) do Amazonas divulgou dados que mostram queda de 12% no número de homicídios na capital no primeiro semestre do ano. De janeiro a junho foram registrados 436 homicídios contra 496 no mesmo período de 2017. A SSP admite que a motivação das mortes violentas na capital é o tráfico de drogas, mas diz que “esse cenário de disputa” só elevou o crescimento dos homicídios em junho. Os números de junho são os mesmos divulgados na reportagem do Jornal da Globo: 103 mortes. Mas a SSP diz que em comparação com o mesmo mês de 2017, o aumento foi de apenas 2%. Foram 103 homicídios contra 101 em junho de 2017.

Seja o primeiro a comentar on "Na mídia e no governo números de homicídios em Manaus são iguais e divergentes"

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.