Ex-secretário que denunciou fraudes na Seinfra pede nova audiência a deputados

Gilberto de Deus, engenheiro e ex-secretario da Seinfra

Gilberto de Deus diz que deputados tentaram desqualificar as denúncias apresentadas por ele em 2015 (Foto: Valmir Lima)

Da Redação

MANAUS – O engenheiro Gilberto de Deus, ex-secretário de Infraestrutura do Amazonas, solicitou audiência pública na ALE (Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas) para expor as denúncias feitas em outubro de 2015, quando deixou o governo do então governador José Melo, preso em dezembro do ano passado na Operação Estado de Emergência, terceira fase da Maus Caminhos. Na época, o então secretário havia denunciado irregularidades em contratos de obras, superfaturamento e pagamentos por serviços não realizados.

Gilberto de Deus foi secretário de 1º a 27 de outubro de 2015 e em ofícios com datas de 9-11-2015 e 25-11-2015 havia comunicado à ALE irregularidades na execução de obras nos governo de Melo e de seu antecessor Omar Aziz (PSD), hoje senador. “Na época, solicitei a Assembleia convocação para prestar esclarecimentos, mas, infelizmente, além dos ofícios serem engavetados, alguns deputados ainda tentaram desqualificar minhas informações”, disse Gilberto de Deus.

Conforme o ex-secretários, todas as denúncias foram confirmadas pelo MP-AM (Ministério Público do Amazonas), onde também apresentou as ocorrências. Gilberto de Deus lembrou a Operação Concreto Armado, em abril deste ano, que prendeu provisoriamente a ex-secretária de Infraestrutura Waldívia Alencar, já em liberdade.

Operação abafa

Em 2015, Josué Neto (PSD) era presidente da ALE e David Almeida – na época também filiado ao PSD e hoje no PSB –, era o líder do governo, ambos da base aliada de José Melo. Atual presidente da Assembleia, Almeida hoje é oposição. Na época, a oposição chegou a pedir instalação de uma CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) para investigar o caso, mas os governistas abafaram a CPI.

Em novo ofício à ALE, enviado no dia 2 deste mês, Gilberto de Deus solicita novamente audiência com os deputados e pede a presença também dos senadores e deputados federais do Amazonas e prefeitos dos municípios para que se posicionem sobre as denúncias. “Espero pela confirmação da data da audiência”, disse o ex-secretário.

Consultado neste fim de semana sobre o assunto, o presidente da ALE, David Almeida, disse que não havia tomado conhecimento do documento. Ele não quis se manifestar sobre a aceitação ou não da audiência solicitada por Gilberto de Deus antes de conhecer o teor do ofício.

Confira o novo ofício já apresentado à ALE.

 

1 Comentário on "Ex-secretário que denunciou fraudes na Seinfra pede nova audiência a deputados"

  1. SE NÃO ACEITAREM MARCAR ESSA AUDIÊNCIA, SOLICITE À REDE GLOBO OU A RECORD PARA VIR FAZER UMA REPORTAGEM. TANTO A ASSEMBLÉIA, QUANTO A CÂMARA MUNICIPAL SÃO TIDAS COMO A CASA DO POVO, QUEM ENGAVETA ESSES PEDIDOS DE AUDIÊNCIA DEMONSTRAM A FALTA DE RESPEITO COM O POVO QUE OS ELEGEU. POR ISSO QUE NESSA ELEIÇÃO NÃO VOTO E RECOMENDO QUE A POPULAÇÃO NÃO REELEJA NINGUÉM DESSAS LEGISLATURAS PASSADAS, OU SEJA, “NÃO REELEJAM QUEM TEM MANDATO”.

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.