Equipe de Giuliani visita polícias em Manaus dois dias após fuga de 35 presos

Comandante da PM, coronel David Brandão explicou estrutura da Polícia Militar aos executivos da Giuliani (Foto: Valdo Leão/Secom)

Comandante da PM, coronel David Brandão explicou estrutura da Polícia Militar aos executivos da Giuliani (Foto: Valdo Leão/Secom)

Da Redação

MANAUS – Executivos da Giuliani Security & Safety, empresa do ex-prefeito de Nova Iorque, Rudolph Giuliani, estão em Manaus desde segunda-feira, 14, para conhecer a estrutura da segurança pública da capital. A empresa foi contratada pelo governador Amazonino Mendes para prestar consultoria sobre segurança. O serviço custará R$ 5 milhões. A presença dos executivos em Manaus ocorre dois dias após a fuga de 35 presos do Centro de Detenção Provisória de Manaus 2 (CDPM), no sábado, 11. Nenhum deles foi recapturado.

Na manhã desta terça-feira os especialistas norte-americanos estiveram no Comando Geral da Polícia Militar do Amazonas (PMAM) e Comando Geral do Corpo de Bombeiros Militar do Amazonas (CBMAM). Também visitaram a Delegacia Geral da Polícia Civil do Amazonas (PC-AM). A comitiva, liderada por John Huvane, esteve reunida por mais de duas horas com o comando da PM.

Segundo John Huvane, a coleta de dados é fundamental para a elaboração do relatório final que será apresentado pelo próprio Rudolph Giuliani, em futura visita ao Amazonas. “Nós fazemos várias reuniões e discutimos como podemos melhorar o que já existe. Nós procuramos por soluções práticas, criando novos programas, investigando problemas, por isso a inteligência deve estar atenta, daí a importância das reuniões, para no final, darmos uma solução prática”, afirmou o executivo. Ele não disse se foi informado sobre a fuga de presos.

Seja o primeiro a comentar on "Equipe de Giuliani visita polícias em Manaus dois dias após fuga de 35 presos"

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.