David Almeida se compromete a pagar salários de terceirizados

Saúde servidores (Foto: Dhyeizo Lemos/Secom)

Servidores da saúde assistiram lançamento de plano emergencial para a saúde (Foto: Dhyeizo Lemos/Secom)

Da Redação

MANAUS – O governador interino do Estado, David Almeida (PSD), anunciou, na manhã desta quarta-feira, 17, que vai liberar R$ 22 milhões às empresas de serviços terceirizados de saúde para pagamento dos funcionários. Desde 2015, as empresas reclamam de pagamento de parcelas dos contratos e deixam os funcionários por meses sem recebimento de salários.

Nos contratos de terceirização não é estabelecido o pagamento de salários nas empresas pelo governo, mas em declaração o governador interino atribuiu ao Estado essa responsabilidade. “Não é justo que o trabalhador chegue ao final do mês sem ter seu salário, por isso estamos priorizando essa questão”, disse Almeida, ao lançar o Plano Emergencial da Saúde. Conforme Almeida, o governo, e não as empresas, se responsabiliza pelo salários nas terceirizadas.

O plano inclui, ainda, zerar as filas de espera para exames médicos, consultas com especialistas e cirurgias eletivas. O prazo para implementar realizar consultas e cirurgias agendas dentro de 90 dias. No curto tempo de governo interino, David Almeida pretende ter apoio de empresários. Estaremos buscando as redes privadas. Existem aparelhos na rede privada que só utilizam 70% da capacidade e vamos buscar essa parceria para que aqueles que estão esperando possam ser atendidos, dentro de uma conversa e de um entendimento para que seja possível atender dentro da tabela SUS”, disse. “Estamos seguindo um planejamento de recursos que estão disponíveis para essas unidades de saúde, e o que estamos fazendo é mudando o foco da gestão. Com relação às cirurgias, já foram liberados recursos para o Hospital Francisca Mendes e para o Hospital Adriano Jorge”, completou.

Demandas

Conforme levantamento da Susam (Secretaria de Estado de Saúde), no Amazonas existe 137.482 mil pacientes aguardando na fila para consultas e exames, e 6.966 pacientes em fila de espera para cirurgias de alta complexidade. As maiores demandas de cirurgias são para Ortopedia (2.306); Urologia (572) e Cirurgia geral (506). Na área de consultas, as três maiores especialidades de maior procura são Urologia Geral (9.417); Dermatologia geral (5.999) e Fisioterapia (3.699). Na lista dos exames, estão exames ultrassonográficos (42.356); Patologia clínica (12.664); Ressonância Magnética (5.352). Na área da Oncologia, estão as cirurgias de cabeça e pescoço (25); Urologia (15) e Mastologia (6).

Remédios

Além do repasse de dinheiro às empresas, o Plano Emergencial para a Saúde inclui a reposição de estoque de remédios na Cema (Central de Medicamentos do Amazonas), mas só em 45 dias. O Estado gastará R$ 52 milhões com essa aquisição.

“Só no ano passado, o Governo do Estado investiu cerca de R$ 181 milhões. Temos recursos, mas precisamos otimizá-los para que esse grande volume de recursos possa chegar aos hospitais da capital e interior”. Se conseguirmos centralizar e fazer com que a Cema seja a distribuidora dos medicamentos, vamos comprar mais baratos e conseguir atender as demandas das nossas unidades de saúde”, destacou governador.

Seja o primeiro a comentar on "David Almeida se compromete a pagar salários de terceirizados"

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.