Com barracas e varal, concursados da Susam mantêm pressão por contratação

Acampados instalaram varal para secar roupas lavadas nas próprias barracas (Foto: ATUAL)

Acampados instalaram varal para secar roupas lavadas nas próprias barracas (Foto: ATUAL)

Da Redação

MANAUS – O grupo de concursados que acampou em frente à sede da Susam (Secretaria de Estado de Saúde do Amazonas), na zona centro-sul de Manaus, entra na terceira semana de mobilização para garantir a contratação. São oito barracas e 15 pessoas acampadas. Algumas se revezam na vigília. Dos aprovados no concurso de 2014, 2.269 ainda não foram chamadas pela Susam.

Conforme os manifestantes, eles só sairão do local quando forem contratados. “Estamos tentando usufruir um direito que já é nosso, que foi ter sido classificado dentro do número de vagas. Agora estamos nos humilhando para que o governo conceda um direito que já deveria ter sido concedido”, disse o motorista Cássio Monteiro, um dos acampados. “Não queremos passar pelo que passaram os concursados de 2005 que levaram dez anos para serem chamados”, afirmou.

Cássio Monteiro disse que acampar foi uma forma de assegurar o emprego público. “O cargo público é um sonho pela segurança do trabalho, pela estabilidade e benefícios trabalhistas”, disse.

A Susam informou que mantém o cronograma de convocações dos concursados. Uma nova lista com mais de 500 aprovados deve ser divulgada este mês. A publicação depende apenas de parecer da Sefaz (Secretaria de Estado da Fazenda). Conforme a Secretaria, o governo pretende chamar todos os aprovados, mas de forma escalonada a fim de cumprir o limite de despesa com a folha de pagamento estabelecido pela LRF (Lei de Responsabilidade Fiscal).

(Colaborou Patrick Motta)

Seja o primeiro a comentar on "Com barracas e varal, concursados da Susam mantêm pressão por contratação"

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.