Átila nega troca de partido por dinheiro e diz que busca maior apoio para se reeleger

Deputado Átila Lins rebate ‘Isto É’, nega aprovação de emendas e troca de partido por dinheiro do FNS para bases eleitorais (Foto: Reprodução)

Da Redação

MANAUS – O deputado federal Átila Lins (PP-AM) afirmou, por meio da assessoria de imprensa, que não negociou a adesão ao PP (Partido Progressista) em troca da liberação de dinheiro do FNS (Fundo Nacional de Saúde) para suas bases eleitorais no Amazonas, conforme publicou a revista ‘Isto É’. A liberação foi assegurada pelo ex-ministro da Saúde, Ricardo Barros (PP-PR), segundo a revista. Lins disse que a opção de mudar de partido se deu em razão do cenário político no Amazonas. “Preferi migrar para uma legenda na qual tivesse maior apoio para a minha reeleição”, disse.

Leia mais: Átila Lins negociou R$ 7,6 milhões para mudar de partido, diz a revista 'Isto É'

Lins se tornou o único parlamentar federal do partido no Estado. Quanto ao uso do dinheiro do Fundo Partidário, disse que todas as legendas têm o mesmo teto de R$ 2,5 milhões para os candidatos ao cargo de deputado federal e que esse valor será mantido para a campanha deste ano.

“Aduzi ainda que mesmo a despeito do PP ter alguns de seus membros denunciados na Lava Jato, o Diretório do Partido no Amazonas, comandado pelo ex-deputado Francisco Garcia, e que tem como membro a ex-deputada Rebeca Garcia, e muito recentemente tinha nos seus quadros a deputada Conceição Sampaio, nunca teve nenhum dos seus membros envolvidos em qualquer denúncia. Não vamos generalizar”, disse.

Sobre a liberação de emendas para a saúde, Átila Lins esclareceu que teve apenas uma emenda parlamentar aprovada em 2017 com recursos liberados: R$ 2 milhões para Tefé. Desse total, foram liberados R$ 1,8  milhão para a construção de uma Unidade Básica de Saúde (UBS) fluvial que será inaugurada no dia 15 de junho.

“As emendas do relator do Orçamento da União na Comissão Mista de Planos, Orçamentos Públicos e Fiscalização (CMO) em 2016, que não foi o deputado Arthur Lira, incluíram recursos para os municípios de Tefé, Borba e Coari e atenderam interesses do povo do Amazonas para investimentos na área de saúde em 2017, e não foram solicitadas por mim. Precisamos descobrir quem pediu ao Relator”, disse Lins.

Conforme o parlamentar, nenhuma outra emenda de sua autoria teve recursos liberados. ´o caso da emenda no valor de R$ 2 milhões para a construção de uma UBS Fluvial em Carauari que ainda está tramitando.

Outra iniciativa de Átila Lins que também não foi com firmada é a liberação de R$ 21 milhões para a construção do Hospital da Mulher de Coari. O pedido foi feito por meio de emenda de bancada quando o parlamentar ainda estava no PSD, em 2016, para o Orçamento da União de 2017, mas não foi empenhada.

Átila disse que chegou a pedir pessoalmente ao presidente Michel Temer para que essa emenda fosse liberada, mas até o momento isso não aconteceu.

Seja o primeiro a comentar on "Átila nega troca de partido por dinheiro e diz que busca maior apoio para se reeleger"

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.