Susam já autorizou 80% dos pagamentos liberados para as empresas terceirizadas

Da Redação

MANAUS – A Susam (Secretaria de Estado de Saúde) já tinha autorizado, até a manhã desta segunda-feira, 11, o pagamento de mais de 78% da competência de 2018, acordada com as empresas de recursos humanos que atuam nas unidades de saúde. O valor corresponde a R$ 72,6 milhões de R$ 93 milhões previstos.

A informação foi repassada durante a reunião secretário de saúde, Carlos Almeida e equipe, com os gestores das unidades de saúde da capital, na sede da Susam.

O valor autorizado para pagamento ultrapassou os R$ 65,7 milhões, equivalente a 70% de uma competência de 2018, anunciados pelo governo em janeiro. Com a entrada da receita de fevereiro, foi possível disponibilizar os outros 30% restantes, o que totaliza R$ 93 milhões liberados para os pagamentos, que estão sendo feitos conforme as empresas vão se tornando aptas para receber.

“Os pagamentos que ainda restam são por questões burocráticas internas, além de ausências de documentações e não pela falta de financeiro”, esclareceu o secretário.

O governo também está num esforço conjunto com a Aleam (Assembleia Legislativa do Amazonas) para prover o pagamento regular dos meses correntes, evitando novos acúmulos de dívida, como ocorreu no passado.

Diante das dificuldades orçamentárias, devido a baixa arrecadação, comum nos primeiros meses do ano, se buscam fontes alternativas para fazer frente às despesas correntes, a exemplo do Fundo de Fomento ao Turismo, Infraestrutura, Serviços e Interiorização do Desenvolvimento do Amazonas (FTI), que depende de autorização da Aleam, além de verbas de contingenciamento de outras áreas. Para quitar a dívida de mais de R$ 1,1 bilhão, que recebeu das gestões passadas, o governo disse que vai buscar operações de crédito bancários.

Estoque da Central de Medicamentos

A Cema (Central de Medicamentos do Amazonas) recebeu, nesta segunda-feira, 11, uma remessa de 500 mil comprimidos de Risperidona, quantidade suficiente para abastecer as unidades de saúde da rede estadual por até cinco meses.

A Susam conseguiu comprar, por meio de Ata de Registro de Preço, mais de 50% dos produtos que atendem ao padrão das unidades para os próximos três meses. A previsão é de que toda a remessa de medicamentos e insumos recém-adquirida chegue até o dia nove de março.

O Risperidona é indicado para pacientes com transtornos de ansiedade, do humor e bipolares, depressão e psicose. O medicamento também é prescrito a pacientes com autismo. A medicação é dispensada gratuitamente nas Policlínicas Zeno Lanzini, Gilberto Mestrinho e Codajás; no Centro de Atenção Psicossocial (CAPS) Silvério Tundis, no Hospital Psiquiátrico Eduardo Ribeiro, no Serviço de Pronto Atendimento (SPA) José Lins e no Centro de Atenção à Melhor Idade (Caimi) Ada Viana.

Segundo o coordenador da Cema, Antônio Paiva, de imediato, as sete unidades de saúde do estado que dispensam Risperidona, devem receber 101.500 comprimidos para este mês. Ele contou que houve aumento na demanda do estado, porque o Município de Manaus, que também dispensava a medicação em suas unidades, deixou de fornecer no final do ano passado. Ainda segundo o gestor da Cema, a partir desta semana, há programação para a chegada de medicamentos e insumos até dia nove de março.

Seja o primeiro a comentar on "Susam já autorizou 80% dos pagamentos liberados para as empresas terceirizadas"

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.