Escolas indígenas terão assessoria para aplicar metodologias de ensino

Escolas indígenas no Amazonas terão assessoria de formadores de educação para implantar metodologias de ensino (Foto: Seduc/Divulgação)
Escolas indígenas no Amazonas terão assessoria de formadores de educação para implantar metodologias de ensino (Foto: Seduc/Divulgação)

Da Redação

MANAUS – Professores de escolas indígenas do interior do Amazonas terão assessoria de educadores da Seduc (Secretaria de Estado da Educação) para aplicarem metodologias de ensino. Os formadores de educação indígena vão trabalhar em 13 municípios no Projeto Pirayawara.

Este ano, o programa atenderá Amaturá, Autazes, Boca do Acre, Fonte Boa, Humaitá, Japurá, Juruá, Nhamundá, Nova Olinda do Norte, Parintins, São Paulo de Olivença, São Gabriel da Cachoeira e Tonantins.

O secretário executivo adjunto Pedagógico da Seduc, Raimundo Barradas, disse que o trabalho será fiscalizado. “Também enviamos servidores que fiscalizam o trabalho de formação. Cada módulo terá nove etapas de formação que resultará em professores aptos a atuar do 1º ao 5º ano Fundamental e Magistério Indígena”, disse.

“O Pirayawara está apoiado em três princípios básicos: organização, participação e solidariedade, tendo como princípios norteadores Língua, Economia e Parentesco. É organizado em nove etapas (de 4,5 anos), sendo duas etapas por ano. Tudo isso com o objetivo de preparar os formadores para atuarem como docentes nos municípios”, explicou o diretor de Políticas Públicas e Programas Educacionais da Seduc/AM (DEPPE), Nilton Carlos. “Trabalhamos com 29 línguas faladas (com domínio oral e escrita), com 65 Povos. É gratificante e enriquecedor saber que podemos e levamos os direitos até eles, valorizando sua língua e filosofia de vida”, disse Carlos.

Seja o primeiro a comentar on "Escolas indígenas terão assessoria para aplicar metodologias de ensino"

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.