‘Amor e sexo’ incomoda hipócritas e revela preconceitos

O programa Amor e Sexo é alvo de críticas (Foto: Reprodução/Google)

MANAUS – Estive pensando bastante sobre a polêmica do programa de TV “Amor & Sexo” resolvi assistir a primeira vez. Tirei apenas uma conclusão, as pessoas sentem-se incomodadas porque o programa não explora a nudez feminina para a satisfação do homem.

O programa fala sobre feminismo, empoderanento e os assuntos que a TV nunca abordou. Tudo isso 1 hora da manhã.

Nos anos 90, a TV aberta no horário do almoço passava horas submetendo mulheres a situação de nudez e humilhação para satisfação de convidados e, claro, do público que apoiava e não sentia qualquer repulsa pelo conteúdo.

Nos anos 90 mulheres eram submetidas à humilhações em programas de TV (Foto: Reprodução/Google)

Vivemos a época mais hipócrita do último século. As pessoas não querem um país “conservador”, porque elas não são; as pessoas querem um país separatista, segregador e cruel com as minorias afastadas, marginalizadas e esquecidas

Para vocês entenderem como a mulher era exposta, objetificada na TV aberta brasileira: nos anos 90 também existia um quadro no “Domingão do Faustão” chamado “Sushi erótico”. Homens comiam comida japonesa servida no corpo de uma mulher.

Em outra emissora de TV, no mesmo horário, Gugu Liberato apresentava o quadro “Banheira do Gugu”, em que mulheres de biquini eram desafiadas a encontrar sabonetes no fundo da banheira.

Quadro do ‘Domingão do Faustão’ que objetificava a mulher. (Foto: Reprodução/ YouTube)

O problema não é o “Amor & Sexo” ser “imoral”. O problema é que dessa vez não serve o homem.

Seja o primeiro a comentar on "‘Amor e sexo’ incomoda hipócritas e revela preconceitos"

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.