Aliança ABio vence edital do MDIC para gerir Centro de Biotecnologia em Manaus

Centro de Biotecnologia será administrado por nova entidade formada por 11 empresas e instituições públicas (Foto: Suframa/Divulgação)

Da Redação

MANAUS – A ABio (Aliança para a Bioeconomia da Amazônia), formada por instituições de pesquisa em bioeconomia no Estado do Amazonas, foi habilitada em primeiro lugar no processo seletivo do Edital de Chamamento Público número 2/2018 do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC) para gerir o CBA (Centro de Biotecnologia do Amazônia).

O CBA foi criado há 15 anos e passou por vários ministérios até ser vinculado à Indústria e Comérico e ficar sobre responsabilidade da Suframa (Superintendência da Zona Franca de Manaus).

A Aliança ABio é formada por instituições de referência em PD&I na Amazônia como a Fundação Amazonas Sustentável (FAS), Universidade Federal do Amazonas (Ufam), Universidade do Estado do Amazonas (UEA) Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amazonas (Ifam), Instituto Leônidas e Maria Deane (Fiocruz Amazônia), Centro de Educação Tecnológica do Estado do Amazonas (Cetam), Fundação Paulo Feitoza (FPF), Universidade Nilton Lins (UniNiltonlins), Rede de Inovação e Empreendedorismo da Amazônia (Rami), Associação BioTec-Amazônia, Instituto de Conservação e Desenvolvimento Sustentável da Amazônia (Idesam) e Rede de Biodiversidade e Biotecnologia da Amazônia legal (Bionorte).

A ABio informa que sua estratégia é contribuir para o aumento da participação de atividades produtivas sustentáveis baseadas na bioeconomia no PIB da Amazônia e fomentar a ciência, tecnologia, inovação e empreendedorismo. O resultado do Edital nº 2/2018 do MDIC foi divulgado na quarta-feira, 21, na página http://www.mdic.gov.br/index.php/inovacao/biotecnologia.

Seja o primeiro a comentar on "Aliança ABio vence edital do MDIC para gerir Centro de Biotecnologia em Manaus"

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.