‘Bolsonaro surfa no caldo da insatisfação política e vende um peixe podre’

SÃO PAULO – A frase do título é de Guilherme Boulos, Coordenador do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MTST) e assediado pelo PSol para concorrer à Presidência da República, em uma entrevista para o Huffpost da competentíssima Graziella Castro ele afirmou que no Brasil nós temos um retrocesso de direitos, uma regressão social e um retrocesso democrático. Acontece que é exatamente isso o que está acontecendo, a explicação para tal fenômeno que é Bolsonaro e seu fandom, reside no caos que pinta a cara do nosso país. Violência, justiça e saúde são fatores deficientes que inflamam e dão ’embasamento’ para o discurso de Jair Bolsonaro que vai chegar como o ‘salvador da pátria’, ‘heróis da família tradicional brasileira’. Daqui para frente não é possível avançar um metro de conquista de direitos sem enfrentar privilégios e os discursos vazios de pessoas que só pensam em si. Isto porque o sistema político atual não favorece a maioria da população e é manipulado pelo mercado que financia os políticos que aí estão a representar interesses econômicos no Congresso. Não ter aberto nos últimos anos espaço para o povo participar de uma gestão democrática resultou em um enorme estado de apatia da população. Enquanto a democracia é relativizada, os direitos humanos cancelados e os direitos sociais completamente aniquilados através das falácias de um grupo grande de pessoas que acreditam que a solução para todos os problemas seja o totalitarismo, crianças morrem de fome, políticos  se envolvem em escândalos sem que ninguém faça nada, as minorias são  esquecidas e o Brasil completamente entregue ao caos, ameaçado de ter no poder alguém que não acredita na democracia, não defende a justiça social mas carrega milhares de eleitores (fãs) que prometem levá-lo ao poder.

Seja o primeiro a comentar on "‘Bolsonaro surfa no caldo da insatisfação política e vende um peixe podre’"

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.