‘No meu governo não se cobra imposto de povão’, diz Arthur ao anunciar isenção a 600 famílias

Prefeito Arthur Neto assinou termo de isenção que beneficia 600 famílias de baixa renda (Foto: Raimundo Vilar/ATUAL)

Por Felipe Campinas, da Redação

MANAUS – O prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto (PSDB), assinou na tarde desta quarta-feira, 11, termo de compromisso que isenta 600 famílias de pagar impostos e taxas municipais para construção de moradias financiadas pelo programa Minha Casa, Minha Vida – Entidades. Arthur Neto disse que a Prefeitura de Manaus retirou todas as ações de cobrança de IPTU contra os moradores beneficiados com a isenção e afirmou que o governo dele não cobra imposto do “povão”.

“As pessoas limpam o nome, podem fazer créditos mais justos, porque esse não é justo. A gente percebe que é uma injustiça cobrar isso de quem não pode pagar. Se a habitação é popular, vai cobrar imposto porquê? Não tem que cobrar imposto de quem é povo. Do povão não pode. No meu governo não se cobra imposto de povão”, afirmou.

Segundo o prefeito, a isenção vale para o alvará de construção, IPTU e ITBI dos residenciais Bom Jesus, Colônia Antônio Aleixo e MDS Moradia, localizados na zona norte de Manaus. A Prefeitura de Manaus informou que a renúncia fiscal para os três residenciais é de R$ 860 mil.

Entrega de títulos

Arthur também disse que a prefeitura realizará ainda este ano transferências de títulos definitivos para “milhares de famílias” em Manaus. “Elas vão receber o título. Pessoas que já estão no local, mas estão sempre no medo de perder aquilo que é delas porque elas ocupam um local que estão vivendo há muito tempo. Estamos recebendo inclusive de certas pessoas que sabem que a melhor coisa que fazem, já que não tem a terra, é entregar a matrícula para nós, para nós passarmos para os moradores”, disse o prefeito.

Déficit Habitacional

Questionado se gestões anteriores deixaram de cumprir obrigações em relação às moradias populares, Arthur Virgílio Neto disse: “Eu diria o seguinte: É. Se tivessem cumprido antes com a obrigação, e daqui por diante continuarem a fazer, é uma conta fácil. A gente tem que fazer. Tem o déficit anual. Temos que fazer mais habitações populares do que o déficit de um ano. O que sobrar abate do passado”, disse.

Preocupação

O prefeito Arthur Neto não quis falar sobre alianças políticas para as eleições de 2018. Questionado se estaria caminhando para uma aliança com o governador do Amazonas, Amazonino Mendes, ele respondeu: “ Não, eu ainda não falo sobre política”.

Segundo o prefeito, a preocupação agora é a “prestação de contas” que ele vai fazer no evento que comemora seus 40 anos de vida pública. “Não são 4 dias. Eu estou muito preocupado com isso, fazer uma boa prestação de contas. Eu sei que vai ser difícil conter a emoção. Política está quase chegando a hora. A gente vai ver o que vai ser melhor para o povo. Quando a hora chegar, a gente decide”, disse.

Assista à entrevista:

 

1 Comentário on "‘No meu governo não se cobra imposto de povão’, diz Arthur ao anunciar isenção a 600 famílias"

  1. Na véspera da eleição de 2016 o prefeito divulgou panfletos em toda a cidade a respeito da isenção e remissão do IPTU para quem tem renda familiar de até 3 salários mínimos. Mais de 3.000 processos administrativos estão parados na Semef. E ninguém até agora conseguiu obter a isenção e remissão do IPTU. Até quando vamos conviver com está situação??

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.