Com homenagem à Vitória Régia, Primos da Ilha ganha no Grupo A em Manaus

Mestre sala e porta-bandeira da Primos da Ilha, que conquistou o Grupo A de acesso ao Grupo Especial (Foto: Aldizângela Brito/ATUAL)

Por Henderson Martins, da Redação

MANAUS – Com 178,3 pontos e o enredo que contou a história da escola de Samba Vitória Régia, a Primos da Ilha foi a campeã do grupo de acesso ‘A’ do carnaval de 2018 em Manaus. A agremiação que foi fundada dia 21 de Março de 1990 por Nelson de Medeiros, ex-presidente da Vitória-Régia da Praça 14. É a agremiação que mais possui títulos, sete ao total, além de participar dos desfiles do Grupo Especial em 1993, 1994, 1995, 2005 e 2006, 2016 e agora em 2018.

A agremiação nasceu nas cores azul e branca, fundada no bairro de São Francisco, zona centro-sul. O bairro possui várias manifestações culturais como cirandas, bois-bumbás e quadrilhas de forró. A denominação ‘Primos da Ilha’ foi inspirada na formação geográfica do bairro, que se parece com uma ilha, e pelo número de parentes do fundador da escola.

A segunda colocada foi a Escola de Samba Dragões do Império, com 177.7 pontos. Em terceiro lugar ficou a Escola Acadêmicos da Cidade Alta, com 177.20 pontos. Em quarto, a Escola de Samba Unidos da Cidade Nova, com 176.50 pontos e, em quinto lugar, a Beija Flor do Norte com 176.20 pontos. A Balaku Blaku, com 172.10 pontos, foi a sexta colocada. A agremiação Império da Kamélia foi rebaixada.

(Colaborou Patrick Motta)

1 Comentário on "Com homenagem à Vitória Régia, Primos da Ilha ganha no Grupo A em Manaus"

  1. Não está bem contada esta história. Tudo começou em uma casa velhinha cedida pelo filho do mestre Arico Braga – Papão, onde reunia a nata do bairro de São Francisco, dentre eles o saudoso Judimar, Osvaldo, Laércio, Lindalva e Lúcio Mota, Rock Lane, Bichara, Rômulo Ovão, Mestre Áureo, Nonato Cavalo, Babá, Badide, Sabará irmão do Cabrito, dentre muitos outros que me falham a cansada memória e com papelão começava-se o esboço do primeiro Bloco de Carnaval do Bairro de São Francisco. Nossos desfiles eram só na força de vontade pois a única verba destinada para melhorar o bloco foi roubada no percurso entre a casa do bloco e o banco. Este rapaz acima citado nem existia no bairro de São Francisco mas assim que se mudou para cá abraçou o bloco de São Francisco e mudou o slogan para Primos da Ilha. Foi esta ação deste rapaz que fez muitos, assim como eu, se afastar dos Primos da Ilha. Sorte grande para eles.

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.