Wilson Lima pede ao presidente do TRE-AM empenho contra ‘fake news’

Wilson Lima e João Simões

O candidato Wilson Lima com o presidente do TRE-AM, desembargador João Simões (Foto: Divulgação)

Da Redação

MANAUS – O candidato a governador do Amazonas Wilson Lima (PSC), que disputa o segundo turno contra Amazonino Mendes (PDT) pediu, nesta quarta-feira, 10, ao presidente do TRE-AM (Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas), desembargador João Simões, uma ação enérgica do Tribunal contra as “fake news” (notícias falsas).

Nesta quarta-feira, 10, a assessoria jurídica de Lima entrou com duas representações contra os sites Observatório Manaus e Portal Fiscaliza Manaus pedindo a remoção de matérias com informações falsas e a proibição da veiculação do conteúdo em qualquer meio de comunicação. Em caso de descumprimento, os advogados pedem aplicação de multa e concessão de direito de resposta.

De agosto a 8 de outubro, o TRE do Amazonas recebeu 151 denúncias de “fake news” e conteúdos ofensivos a candidatos.”Demos andamento a todas às demandas recebidas”, afirmou o presidente do TRE.

O Tribunal criou o Comitê de Combate e Prevenção às Fake News, que conta com juízes que encaminham rapidamente as ações propostas pelas assessorias jurídicas dos partidos.

O TRE determinou a exclusão de 92 conteúdos das redes, rastreou 20 IPs, identificou 32 usuários responsáveis por conteúdos considerados impróprios e sete ações de impulsionamentos de conteúdos considerados ofensivos ou fakes.

O candidato da coligação “Transformação por um novo Amazonas” parabenizou o tribunal pelo trabalho realizado no 1° turno das eleições e assumiu o compromisso de continuar fazendo uma campanha limpa, sem ataques morais ao adversário.

Contrariado com a sujeira feita na cidade por candidatos que despejaram “santinhos” nas ruas, o desembargador disparou: “O eleitor não vai escolher seu candidato no meio do lixo”.

Seja o primeiro a comentar on "Wilson Lima pede ao presidente do TRE-AM empenho contra ‘fake news’"

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.