Twitter ganha força e já é mais importante para sites de notícias do que o Facebook

SÃO PAULO – Uma notícia deixou muitas empresas assustadas quando o Facebook resolveu expor seu plano de mostrar 20% menos de notícias no seu feed de plataforma. Porém, nos últimos quatro meses, o Facebook vem perdendo força como porta de entrada para os sites de notícias. O Twitter, ao contrário disso, só cresce.

Esse acontecimento pode, potencialmente, aliviar os efeitos negativos das mudanças no feed de notícias do Facebook sobre as empresas de mídia.

“Sites de notícias e jornalistas são essenciais para o Twitter e nos empenhamos para ser um parceiro confiável e útil. O sucesso deles é a nossa prioridade”, disse Peter Greenberger, diretor de parcerias jornalísticas globais do Twitter. O Facebook não respondeu a pedidos para que comentasse o assunto, segundo dados do site americano Buzz.

No final do ano de 2017, o Facebook enviava 4,7 visitantes a sites de notícias para cada visitante enviado pelo Twitter, segundo dados do SocialFlow, ferramenta de publicação utilizada por aproximadamente 300 dos principais sites de notícias, incluindo o ‘The New York Times’ e o ‘Wall Street Journal’. Desde então, o número de visitantes encaminhados pelo Facebook diminuiu e pelo Twitter aumentou.

Em janeiro, o Facebook enviou apenas 2,5 visitantes a sites de notícias para cada 1 enviado pelo Twitter, essencialmente cortando sua vantagem pela metade.

Os dados do SocialFlow abrangem 10,1 milhões de publicações nas redes sociais e 2,8 milhões de cliques.

"Número médio de cliques por post de empresas de mídia no Facebook e Twitter"

 

Com a mudança na plataforma do feed de notícias do Facebook, a tendência é que cada vez mais ela perca a importância que ganhou com o decorrer dos anos. A imprensa já percebeu a constante crescente e força da rede social e já começa a investir no Twitter que tem provado seu valor como fonte de tráfego similar ao Facebook.

1 Comentário on "Twitter ganha força e já é mais importante para sites de notícias do que o Facebook"

  1. Essa ideia do Facebook de mostrar publicações só para 20% dos usuários foi um tiro no pé. .r.s.r.s. Capitalistas. Eu prefiro Twitter para mensagens rápidas e o LinkedIn para uso profissional.

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.