Trump anuncia aumento de taxas de importação de aço e alumínio

Impostos serão de 25% para aço e de 10% para alumínio (Foto: Reprodução)

Do Estadão Conteúdo

WASHINGTON – O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse a executivos das indústrias de aço e alumínio que irá anunciar tarifas sobre as importações desses produtos na semana que vem, de acordo a Casa Branca. Os impostos serão de 25% para aço e de 10% para alumínio.

Segundo maior fornecedor do produto ao mercado americano no ano passado, o Brasil será um dos países mais atingidos pela medida, que será anunciada de maneira formal na próxima semana.

Com a barreira, Trump cumpre uma de suas promessas de campanha a eleitores que vivem em áreas afetadas pelo processo de desindustrialização vivido pelo EUA a partir dos anos 80, no qual muitas empresas transferiram suas linhas de montagem para o exterior.

“Nossas indústrias de aço e alumínio (e muitas outras) foram dizimadas por décadas de comércio injusto e políticas ruins de países ao redor do mundo. Nós não podemos mais deixar que tirem proveito do nosso país, empresas e trabalhadores. Nós queremos COMÉRCIO INTELIGENTE, livre e justo!”, escreveu o presidente no Twitter na manhã de quinta-feira.

A tarifa única de 25% era uma das três opções apresentadas por Trump pelo secretário de Comércio, Wilbur Ross, que conduziu investigação sobre o impacto da importação de aço e alumínio sobre a segurança nacional. As duas possibilidades descartadas pelo presidente eram a adoção de tarifa de 53% sobre o aço comprado de 12 países, entre os quais o Brasil, e a adoção de quota equivalente a 63% das exportações de cada país em 2017.

Representantes da indústria siderúrgica brasileira que estiveram em Washington nesta semana avaliaram que a tarifa única de 25% era a opção menos prejudicial para o setor. Trump disse que também imporá sobretaxa de 10% sobre a importação de alumínio.

Por sua vez, a União Europeia criticou duramente o plano de Trump. “Nós lamentamos fortemente esse passo, que parece representar uma intervenção flagrante para proteger o setor doméstico dos EUA e não baseada em qualquer justificativa de segurança nacional”, afirmou o presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker.

Juncker disse ainda que a Comissão Europeia levará adiante “nos próximos dias” uma proposta para medidas retaliatórias compatíveis na Organização Mundial de Comércio (OMC) contra os EUA “para reequilibrar a situação”.

O Canadá, por meio da chanceler Chrystia Freeland, diz que vai responder a qualquer elevação das taxas.

Detalhes

A porta-voz da Casa Branca, Sarah Huckabee Sanders, afirmou em coletiva de imprensa que os detalhes sobre a possível elevação das tarifas de importação aço e alumínio somente serão detalhados na próxima semana.

Perguntada se não considerava que as novas tarifas eram muito duras, Sarah Sanders respondeu: “a ideia é justamente esta”. (colaborou Mateus Fagundes, de São Paulo)

Seja o primeiro a comentar on "Trump anuncia aumento de taxas de importação de aço e alumínio"

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.