Temer vai a Boa Vista para avaliar situação ‘dramática’ de venezuelanos

Boa Vista, capital de Roraima. Servidores do ex-território podem fazer opção por novo quadro de pessoal (Foto: Jorge Macedo/Divulgação)

Migração em massa de venezuelanos para Boa Vista mobiliza o governo federal (Foto: Jorge Macedo/Divulgação)

Do Estadão Conteúdo

BRASÍLIA – Os ministros da Justiça, Torquato Jardim; da Defesa, Raul Jungmann; do Gabinete de Segurança Institucional, general Sérgio Etchegoyen; e o chefe da Secretaria-Geral da Presidência da República, Moreira Franco, participam da reunião, nesta segunda-feira, 12, em Boa Vista, Roraima, entre o presidente Michel Temer e a governadora do Estado, Suely Campos. O ‘Encontro com Líderes Políticos de Roraima’ será às 11h (horário local – 13h de Brasília), no Palácio Senador Hélio Campos, sede do governo do Estado.

Temer decidiu ir pessoalmente ver a situação de Roraima, que tem se agravado em razão do aumento da entrada de venezuelanos no Brasil, principalmente depois da decisão da última semana da Colômbia de fechar a sua fronteira com a Venezuela para impedir a entrada dos vizinhos. O presidente irá verificar que medidas poderão ser tomadas para ajudar na solução dos problemas criados por essa imigração em massa. A previsão é que, após o encontro, Temer retorne ao Rio de Janeiro, para permanecer com a família na Restinga da Marambaia, onde passa o feriado de Carnaval.

O ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), general Sérgio Etchegoyen, disse à Agência Estado que a situação em Roraima é ‘dramática’. Ele esteve em Boa Vista na quinta-feira da semana passada, ao lado de Raul Jungmann e Torquato Jardim para verificar a situação. “O quadro lá é muito sério”, disse o ministro.

Segundo ele, a ideia do governo federal é ampliar “ainda mais fortemente” o aparato de apoio ao Estado, com mais ações de saúde, como levar mais suprimento para a população, por exemplo, além do reforço das fronteiras com soldados e Polícias Federal e Rodoviária Federal, para ajudar no ordenamento da entrada dos venezuelanos, já que o Estado, sozinho, não tem condições de receber tantos imigrantes, atendê-los e abrigá-los.

Além do GSI, da Defesa e da Justiça, representantes da Saúde, das Relações Exteriores, do Desenvolvimento Social, entre outros órgãos participarão da visita.

Seja o primeiro a comentar on "Temer vai a Boa Vista para avaliar situação ‘dramática’ de venezuelanos"

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.