Sindicato ameaça parar ônibus para pressionar por reajuste salarial

Greve geral Cachoeirinha (Foto: PM/Divulgação)

Paralisação de ônibus foi programada para segunda-feira (Foto: PM/Divulgação)

Da Redação

MANAUS – Com data-base vencida em abril, o STTRM (Sindicato dos Trabalhadores em Transporte Rodoviário de Manaus) usa novamente a ameaça de greve para pressionar as empresas. A entidade sindical reivindica 12% de aumento salarial e anunciou paralisação dos ônibus do transporte público de passageiros para segunda-feira, 22. Conforme Givancir Oliveira, presidente do STTRM, a intenção é paralisar 50% da frota.

“Eles querem que o prefeito aumente a passagem e nós não temos nada a ver com isso. No último aumento de 30% do valor da passagem, eles falaram que o nosso reajuste já estava embutido”, reclamou Oliveira.

O assessor jurídico do Sinetram (Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Amazonas), Fernando Borges, disse que aguarda um pronunciamento da Prefeitura de Manaus para a entidade se posicionar. “Qualquer reajuste terá um impacto na tarifa e quem define a tarifa é o município. Por isso estamos aguardado o pronunciamento do município. A greve, se houver, é ilegal”, disse.

Seja o primeiro a comentar on "Sindicato ameaça parar ônibus para pressionar por reajuste salarial"

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.