p>


Setor de serviços cresceu 3% em março deste ano no Amazonas, revela IBGE

Transportes é um dos segmentos do setor de serviços, que cresceu no Amazonas (Foto: Karla Vieira/Semcom)

Da Redação

MANAUS – Em março, o setor de serviços (comércio de mercadorias, administração pública, transportes, atividades financeiras e imobiliárias, serviços a empresas ou pessoais, educação, saúde e promoção social) do Amazonas cresceu 3% em relação a fevereiro (série com ajuste sazonal), após ter caído em fevereiro (-1,6%) e em janeiro (-7,5%), de acordo com a Pesquisa Mensal de Serviços do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

Em relação a março de 2017 (série sem ajuste sazonal), o setor registrou volume maior atividades com 2,8%, contra -2,1% em fevereiro e -0,6% em janeiro. O acumulado no ano ficou em 0,1% e o dos 12 meses, em 1,2%.

Já na receita nominal, que em seu cálculo não sofre a deflação do período, o Amazonas cresceu 4,0% em março, recuperando parte das quedas de janeiro (-10,3) e fevereiro (-3,2%). Com isso, o acumulado desse indicador no ano ficou em 1,6%. E a variação dos últimos doze meses foi a 5,5%.

O desempenho de março colocou o Amazonas no quarto melhor desempenho nacional, ranking que foi liderado por Tocantins (29,9%). A análise do desempenho anual dos serviços coloca o Estado na sexta melhor posição entre os Estados (0,1%), desempenho este liderado por Rondônia com 1,4% de crescimento em 2018.

Apenas 8 dos 27 Estados acompanharam o índice nacional (-0,2%) e tiveram recuo no volume dos serviços em março de 2018, na comparação com fevereiro. Entre os resultados negativos, destaque para o Rio Grande do Sul (-2,9%), que teve a terceira taxa negativa seguida, com perda acumulada de 7,3% nesse período. As principais taxas positivas vieram do Rio de Janeiro (0,8%), do Distrito Federal (4,1%) e de São Paulo (0,2%).

Em relação a igual mês de 2017, a queda do volume no Brasil (-0,8%) foi acompanhada por 22 das 27 unidades da federação. Os recuos mais importantes foram observados em Minas Gerais (-3,2%), Bahia (-6,9%), Rio Grande do Sul (-3,7%) e Ceará (-8,9%). Já a expansão mais relevante para o índice nacional veio de São Paulo (1,4%).

Seja o primeiro a comentar on "Setor de serviços cresceu 3% em março deste ano no Amazonas, revela IBGE"

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.