Ramos e Chico não ajudam a levar eleição para o segundo turno

Os candidatos do PSB e do PMN tiveram queda na pesquisa realizada pela Perspectiva em agosto em relação a julho 

A pesquisa de intenção de votos realizada pela Perspectiva e divulgada nesta sexta-feira, mostra que os candidatos Marcelo Ramos (PSB) e Chico Preto (PMN) não contribuem para levar a eleição ao Governo do Amazonas para o segundo turno. Os dois candidatos somam apenas 3,5 pontos percentuais. Somados aos 24% de intenção de votos em José Melo (Pros) e mais dois pontos dos demais candidatos, os adversários de Eduardo Braga têm apenas 29,5 pontos percentuais, enquanto o candidato do PMDB tem 60,5% da preferência do eleitorado. Nesse cenário, a eleição seria decidida no primeiro turno.

Esse quando ainda pode mudar com o início da campanha eleitoral no rádio e na televisão, quando os candidatos poderão apresentar ao eleitorado suas propostas e questionar os adversários. Mas os números da Perspectiva mostram um recuo do eleitorado em relação aos dois candidatos que ocupam o terceiro e o quarto lugares. Na sondagem realizada no mês de julho, Marcelo Ramos tinha 3,3% das intenções de votos e  Chico Preto, 2,2%. Ambos caíram em agosto. Ramos perdeu 1,1 ponto percentual e Chico, 0,7 ponto.

Mesmo que os eleitores indecisos e que votariam em branco ou nulo (que representam 10,3%) decidissem participar, votando em um dos candidatos, no cenário atual não haveria segundo turno, porque os adversários do primeiro colocado ficariam com 39,8 pontos percentuais.

A pesquisa Perspectiva foi registrada no Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas sob o número 00020/2014 e no Tribunal Superior Eleitoral com o número 00281/2014. Foram entrevistados 1.500 eleitores entre os dias 28 de julho e 5 de agosto, em 13 municípios amazonenses. Na capital foram realizadas 825 entrevistas e no interior, 675. A margem de erro é de 2,5 pontos percentuais para mais ou para menos.

Seja o primeiro a comentar on "Ramos e Chico não ajudam a levar eleição para o segundo turno"

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.