Quadrilha que adulterava sinal identificador de carro roubado é presa

Daniel de Oliveira Batista estava escondido em casa quando foi preso pela Polícia Civil (Foto: Divulgação/PC)

Daniel de Oliveira Batista estava escondido em casa quando foi preso pela Polícia Civil (Foto: Divulgação/PC)

MANAUS – A Polícia Civil do Amazonas apresentou na tarde desta quarta-feira, 11, o foragido da Justiça Daniel de Oliveira Batista, 25, preso, em flagrante, pela posse de carro roubado no dia 23 de dezembro do ano passado, na zona norte de Manaus. Investigadores da Derfv (Delegacia Especializada em Roubos e Furtos de Veículos) descobriram que ele pertencia a uma quadrilha que roubava veículos e era responsável pela adulteração de sinal identificador do carro ou moto roubados.

De acordo com o delegado Péricles Nascimento, titular da Derfv, a quadrilha foi desarticulada em dezembro de 2016, durante a deflagração da Operação Trenó, quando foram cumpridos 14 mandados de prisão na capital. A equipe da especializada deu continuidade às investigações relacionadas à operação e na manhã desta terça-feira, 10, foi informada, por meio de delação feita ao número (92) 99347-2700, o disque-denúncia da Derfv, que um veículo roubado estaria escondido em uma vila de apartamentos situada na Rua Santa Maria, na segunda etapa do bairro Zumbi, zona leste da cidade.

Segundo o delegado da Derfv, a equipe de investigação foi até o local e constatou a veracidade da informação. No local foi encontrado um veículo modelo Gol, de cor vermelha e placas JXJ-2008, furtado no dia 23 de dezembro do ano passado, na Avenida Camapuã, bairro Cidade Nova, zona Norte. Em continuidade às diligências no lugar, os policiais civis acharam em frente a um dos apartamentos da vila uma motocicleta modelo Yamaha, de placa PHE-7292 e chassi adulterado, furtada no dia 31 de dezembro de 2016, na Avenida Cosme Ferreira, bairro Zumbi dos Palmares, zona Leste.

“A partir dos indícios encontrados chegamos até Daniel e nos deslocamos à casa onde ele morava, naquela vila de apartamentos, e fomos recebidos pela esposa dele. Na ocasião, por volta das 16h de ontem, a mulher informou que o marido dela não estava no imóvel e que o nome dele seria Francimar. Ao suspeitarmos da veracidade da informação, pedimos permissão para entrarmos no local e encontramos Daniel escondido debaixo de um berço. No interior da casa do infrator encontramos kits para remarcação de chassi e motor de veículos que eram roubados em Manaus, além de documentos de vítimas dos crimes”, informou Nascimento.

O delegado informou que Daniel era considerado foragido da Justiça desde dezembro de 2015, ocasião em que foi condenado a 5 anos e 4 meses de prisão em regime semiaberto por roubo majorado ocorrido naquele mesmo ano, no Conjunto Águas Claras, bairro Cidade Nova, zona norte. Em nome dele constam também processos criminais por receptação qualificada e adulteração de sinal identificador de veículo automotor.

“O infrator possui ficha criminal extensa. Encontramos nove processos em nome dele, incluindo roubo, receptação, adulteração e associação criminosa. Desde 2012 ele vem praticando roubos a casas e a veículos. Já em 2014 ele se especializou em adulterar sinal identificador de veículos automotores, realizando a remarcação de chassis. Ele integrava quadrilha desarticulada na Operação Trenó e era responsável pela adulteração de veículos roubados”, explicou o delegado.

Péricles Nascimento relatou, ainda, que durante consulta ao Sistema Integrado de Segurança Pública (Sisp), foi constatado que no dia 24 de dezembro do ano passado Daniel e mais três pessoas, duas mulheres e um homem, até o momento não identificados, roubaram um salão de beleza no bairro Cidade Nova, na zona Norte, e fizeram aproximadamente dez clientes reféns. “Daniel, inclusive, usava a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) de uma das vítimas do salão de beleza, que já o reconheceu como um dos autores do crime”, disse.

O delegado ressaltou que em depoimento Daniel teria afirmado que cobrava a partir de R$ 1,5 mil pela adulteração de cada veículo e que esse valor aumentava dependendo do modelo. O rapaz foi autuado em flagrante por receptação qualificada e uso de documento falso. Após ser submetido à exame de corpo de delito, o infrator será levado para o Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM), onde irá permanecer à disposição da Justiça.

Nascimento concluiu informando que os veículos recuperados durante a ação, após serem periciados, serão devolvidos aos respectivos proprietários ainda nesta quarta-feira, dia 11.

Seja o primeiro a comentar on "Quadrilha que adulterava sinal identificador de carro roubado é presa"

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.