Prefeito Arthur Virgílio não recebe o vice de Donald Trump

SÃO PAULO – O prefeito de Manaus Arthur Virgílio Neto que é alvo de duras críticas por causa da atual crise na mobilidade urbana e de como ele lida com os problemas da cidade, dessa vez teve uma postura coerente pelo menos para algumas pessoas que são contra a forma de governo do presidente dos EUA.

O vice-presidente norte-americano, Mike Pence, não foi recebido por Arthur Neto durante a sua viagem à capital amazônica. Em Manaus, Pence visitou um centro de acolhimento para refugiados venezuelanos.

“Respeite a soberania do meu país e o brio do povo amazonense. Não aceito a intervenção militar, nem por brincadeira. Por favor, volte para sua casa”, tuitou o prefeito, um dirigente histórico do PSDB.

“O Alto Comissariado da ONU para os Refugiados (Acnur) reconheceu o trabalho de acolhimento aos venezuelanos feito por Manaus. Não tente me ensinar a ser solidário. Os mexicanos podem falar sobre o tratamento que o seu país dá a eles.”, escreveu o prefeito.
O site da Prefeitura de Manaus explicou que Virgílio Neto “manifestou preocupação com a presença do grande aparato militar que acompanha a comitiva americana”. Também explicou que o prefeito destacou o trabalho humanitário feito com imigrantes venezuelanos em Manaus, “em comparação ao que vem sendo feito pelo governo norte-americano com os imigrantes mexicanos”.
O prefeito já havia declarado que não receberia o vice- presidente devido às exigências impostas pelo protocolo de segurança  da delegação norte-americana.

Pence viaja na companhia de sua esposa Karen, mas o prefeito de Manaus não poderia estar acompanhado de sua esposa, Elisabeth Valeiko Ribeiro, que preside o Fundo Manaus Solidário, responsável pelo acolhimento dos cidadãos venezuelanos.

Seja o primeiro a comentar on "Prefeito Arthur Virgílio não recebe o vice de Donald Trump"

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.