Por que o sotaque amazonense parece com o carioca?

SÃO PAULO – Assim que cheguei na terra da garoa as pessoas começaram a me confundir com os vizinhos cariocas. Sempre que eu tentava falar vinha uma indagação “mas você é carioca?”, égua! Mas que coisa absurda eu pensava. E permaneceu sendo assim por todos os outros meses em que eu convivia com os paulistas.

Lembro que quando visitei Porto Alegre a primeira vez fui comprar uma roupa para usar em uma reunião naquele mesmo dia e os vendedores fizeram a mesma indagação quando escutaram meu sotaque “você é do Rio de Janeiro?”. Todas essas experiências me levaram a um único pensamento, por que o meu sotaque parece com o sotaque carioca?

Conversando com especialistas da comunicação escutei uma resposta plausível à todas as indagações. Porém para isso vamos precisar viajar um pouco nas ideias e ir até o final dos anos 70 e começo dos anos 80. Se você estiver se perguntando o porquê dessa viagem no tempo, não desista de ler até o final ou melhor, não mude de canal.

Acontece que nos anos 70 e 80 a rede de comunicação de TV no Amazonas não existia. Se hoje a grade de programação da TV local é escassa, tu já imaginou como era há 40 anos? Imaginou? Se não conseguiu, eu vou te contar.

Antes de metade dos meus seguidores sequer pensarem em nascer, a rede globo carioca já dominava as programações de TV no Amazonas. Bom, era o que tínhamos não é mesmo? Do Globo Rural ao tradicional Fantástico de todos os domingos, os programas de auditório, os jogos de futebol. Já parou para pensar no porquê de ter tantos vascaínos e flamenguistas no Amazonas? Acho que já temos uma boa resposta.

Tudo isso explicaria o fenômeno que me acompanha nessa caminhada. Temos o sotaque parecido (é importante frisar que é apenas parecido afinal temos peculiaridades linguísticas, exclusivas) porque tivemos referências cariocas durante muito tempo de forma incisiva e eficiente através da programação carioca televisiva principalmente pela Rede Globo que era líder absoluta nessas décadas.

Hoje com a influência e a globalização que a internet e as novas tecnologia nos trouxe, novas influências virão e nosso amazonês com certeza vai mudar, a certeza é que jamais deixaremos de ser únicos mesmo que aquele “s” que soa como “x” seja parecido com os nossos irmãos Cariocas.

1 Comentário on "Por que o sotaque amazonense parece com o carioca?"

  1. Trata-se de assimilação involuntária do sotaque de regiões do país.

    Em relação a usos e costumes culturais, incluindo-se aqui o sotaque, o homem é produto do meio em que vive ou do meio com o qual tenha contato diário, ainda que através da televisão e do rádio.

    No caso do amazonense, como bem lembrado pela articulista, o sotaque apenas “parece” com o carioca, não é igual. Há muitas diferenças fonêmicas de entonação, timbre e articulação de vogais e consoantes nas pronúncias das palavras em uma e outra região.

    O fato de se confundir amazonenses com cariocas no que tange ao sotaque reside sobretudo no “chiado” resultante da articulação da letra “s” que no RJ, AM e PA são pronunciadas como “consoantes palatais” em palavras onde no restante do país essas mesmas letras são empregadas como “consoantes alveolares”.

    O Brasil é um país de dimensões continentais, por isso mesmo cada lugar tem sua maneira de pronunciar as palavras e, nesse caso, não se pode dizer que existam entre nós sotaques melhores ou mais corretos que outros, já que todos os nossos sotaques fazem parte do nosso patrimônio cultural, impondo-se como importantes elementos de expressão da identidade do povo brasileiro.

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.