Pela quinta vez quem ganha não leva

Agradeço ao portal Amazonas Atual pelo convite para atuar como articulista. Minha intenção é abordar alguns temas que me chamaram a atenção. Sou professor da UFAM e sócio da Action Pesquisas. Será um grande prazer estar semanalmente com vocês.

Nem bem havíamos absorvido nossas próprias eleições, os olhos do mundo voltaram-se para outra, onde seria eleito o presidente com, teoricamente, maior poder no planeta. Pelos noticiários, daqui e de lá, as eleições nos Estados Unidos pareciam estar definidas. Institutos de pesquisa, redes de TV, comentaristas, enfim, parecia haver um consenso, quase, unanime, de que a Democrata Hillary Clinton venderia, com alguma folga o republicano Donald Trump.

Nos EUA as eleições são indiretas, completamente diferente das nossas. Lá, vota quem quer, é facultativo, aqui obrigatório. Quem elege o presidente é um colégio eleitoral formado por 538 delegados, sendo 100 Senadores + 435 Deputados + 3 Delegados de Washington D.C. (equivalente ao Distrito Federal), que não tem senadores, mas delegados. O número de delegados de cada estado é igual à soma de seus deputados com seus senadores no Congresso. As eleições têm dia para se terminar de votar, mas pode-se votar antecipado, até mesmo pelo correio, em alguns estados. São vários candidatos, um do partido democrata, outro do republicano e mais 4 de partidos menores dos quais ninguém ouviu falar por aqui.

Na prática, quem ganhar no estado leva todos os seus delegados. No total são 51 estados nos EUA, contudo, neste sistema um candidato que ganhar nestes 12 estados – Califórnia (55), Texas (38), Nova Iorque (29), Flórida (29), Ilinóis (21), Nova Jersey (20), Pensilvânia (20), Ohio (20), Michigan (18), Carolina do Norte (15), Geórgia (15), Virgínia (13) – conquistar 293 delegados e ganha a eleição, mesmo perdendo nos 39 estados restantes. O número mágico é de 270 delegados, quem alcançar não mais poderá ser superado pelos adversários.

Para quem achou estranho Hillary ganhar no voto popular e perder a eleição, saiba que não foi a primeira vez que isso ocorreu por lá. Na verdade, em 5 eleições, contando com a de Trump, o candidato mais votado foi derrotado Colégio Eleitoral. Portanto, Hillary Clinton mesmo com 63.940.497 votos populares, só obteve 232 votos no Colégio Eleitoral, enquanto Donald Trump, com 62.125.175 votos populares e 306 votos dos delegados dos estados, será o próximo presidente.

 

1 Comentário on "Pela quinta vez quem ganha não leva"

  1. cade o caso do prefeito eleito de borba

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.