Pauderney é exemplo de deputado com relatório de viagem genérico

Pauderney Avelino viajou em junho à Suécia, Espanha e França em missão oficial (Foto: Luis Macedo/Câmara dos Deputados)

MANAUS – Reportagem do jornal ‘O Estado de S. Paulo’ deste domingo sobre falta de informações detalhadas nos relatórios de viagens ao exterior dos deputados federais traz como exemplo o deputado Pauderney Avelino (DEM-AM). “No sexto dos nove dias de viagem à Suécia, Espanha e França (realizada de 11 a 20 de junho deste ano), Avelino teve um jantar às 20h30 em que deveria ir com ‘blazer e sem gravata’, segundo o relatório produzido por ele e publicado no site da Câmara. O documento não diz quem mais compareceu ao evento nem o endereço do restaurante em Sevilha, mas informa que no mesmo dia ele fez visita turística à cidade e dois dias depois, em Paris, cumpriu ‘despachos internos'”, diz a publicação.

O parlamentar justifica assim ao jornal: “O relatório foi feito de acordo com a que a Câmara pediu. Se pedir mais detalhes, obviamente ninguém se furtará em responder.”. O documento, segundo Pauderney, ainda revela sua pouca experiência em missões oficiais – foi a primeira vez em que viajou ao exterior a convite.

A publicação diz que a ausência de um modelo-padrão para determinar o que deve compor a prestação de contas de uma viagem oficial parlamentar impede um acompanhamento transparente dos resultados das missões feitas pelos deputados tanto no exterior como dentro do País.

Seja o primeiro a comentar on "Pauderney é exemplo de deputado com relatório de viagem genérico"

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.