Papa pede proteção às pessoas forçadas a deixar seus países

Papa Francisco espera que governos cheguem a um acordo de proteção aos forçadas a deixar suas casas (Foto: Agência Brasil)

Do Estadão Conteúdo

Em meio a um debate entre países europeus a respeito dos navios de imigrantes que desembarcaram neste domingo, na Espanha, o Papa Francisco afirmou esperar que os governos cheguem a um acordo que assegure proteção às pessoas forçadas a deixar suas casas.

Em seu discurso dominical na Praça de São Pedro, o pontífice afirmou que tais acordos deveriam ter como meta um “pacto mundial” em prol de uma “migração segura”.

Mais cedo, três navios chegaram à Valência carregando 630 imigrantes após terem sido recusados na Itália. Segundo o novo ministro do Interior da Itália, Matteo Salvini, esses navios operam como serviços de táxi para traficantes de seres humanos.

David Noguera, diretor do Médicos Sem Fronteiras na Espanha, afirmou estar contente de que a Espanha tenha permitido entrada aos imigrantes, mas disse Temer que outros países europeus acompanhem a Itália no futuro.

Neste domingo, 17, a líder da extrema-direita na França, Marine Le Pen, criticou a decisão do governo francês de identificar, entre os imigrantes que desembarcaram na Espanha, quem pode pedir asilo na França. “Extremamente preocupada”, Le Pen declarou temer que o esforço atraia mais pessoas ao país.

A querela sobre quem receberia os imigrantes reascendeu o debate sobre o tema no continente. A imigração será um dos principais temas da cúpula dos líderes europeus, entre 28 e 29 de junho. (Fonte: Associated Press)

Seja o primeiro a comentar on "Papa pede proteção às pessoas forçadas a deixar seus países"

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.