Nego do Borel e a falsa representatividade em busca de visualizações

SÃO PAULO – O artista Nego do Borel se envolveu em mais uma polêmica que movimentou a internet, o cantor lançou um clipe onde vestido de mulher beija um outro homem na boca. A música “me solta” já é um dos videoclipes mais assistidos no youtube nas últimas 24 horas.

A polêmica gira em torno de algumas notícias que envolveram o nome do artista nos últimos meses. Borel foi denunciado pela sua ex esposa por agressão, pouco tempo depois declarou apoio ao deputado federal Jair Bolsonaro, conhecido por seus posicionamentos polêmicos.

A verdade é que forçar esteriótipos para chamar atenção, dinheiro, visualizações é desumano. Todos os dias essas pessoas sofrem por ser quem são, o mínimo de respeito devíamos. Borel não se vestiu de mulher, Borel não representou comunidade alguma. Borel caçoou, relativizou uma causa que não é minha e nem dele. Por fim, perdeu a oportunidade de fazer algo útil.

Seja o primeiro a comentar on "Nego do Borel e a falsa representatividade em busca de visualizações"

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.