p>


MP apura condições sanitárias de venda de salgados em terminal de ônibus

Greve geral Cachoeirinha (Foto: PM/Divulgação)

Na Cachoeirinha, zona sul, MP apura venda de alimentos in natura (Foto: PM/Divulgação)

Da Redação

MANAUS – A comercialização de salgados a R$ 1 nos terminais de ônibus de Manaus pode estar com os dias contatos. O motivo é um inquérito civil instaurando pelo MP-AM (Ministério Público do Amazonas) para avaliar as condições sanitárias de preparo e conservação dos produtos alimentícios. A venda é mais frequente no Terminal 2, na Avenida Manicoré, bairro Cachoeirinha, zona sul da capital.

A portaria foi publicada no Diário Oficial Eletrônico do MP dessa quarta-feira, 28. O documento foi assinado pela promotora de justiça Sheyla Andrade dos Santos.

O processo n° 040.2017.000561 pretende apurar os procedimentos adotados pela Prefeitura de Manaus e a SMTU (Superintendência Municipal de Transportes Urbanos) para garantir a saúde sanitária no terminal de integração.

O MP pedirá explicações ao vereador Marcel Alexandre (PMDB), ex-diretor da SMTU. Conforme Alexandre, trata-se da comercialização de alimentos in natura. “Então, houve um termo de conduta entre a Secretaria de Infraestrutura, de Feiras e Mercados e a SMTU para tratar do tema. Quem deve responder por esse caso é a Secretaria de Feiras e Mercados”, disse. O vereador disse que o problema surgiu na gestão do ex-diretor da SMTU, Aldo Albuquerque.

A Sempab (Secretaria Municipal de Produção, Abastecimento, Mercados e Feiras) informou que não foi notificada pelo MP-AM, mas que não permite a comercialização de produtos in natura nos terminais.

Seja o primeiro a comentar on "MP apura condições sanitárias de venda de salgados em terminal de ônibus"

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.