Mototaxistas de Manacapuru entram em guerra com prefeito por fiscalização

Mototaxistas bloquearam a principal avenida da cidade em protesto por ausência de fiscalização da Prefeitura (Foto: Reprodução/Facebook)

Por Felipe Campinas, da Redação

MANAUS – Mototaxistas do município de Manacapuru (a 99,8 quilômetros de Manaus) fizeram manifestação, nessa quinta-feira, 12, em frente ao Imtrans (Instituto Municipal de Trânsito) para pedir fiscalização da prefeitura. Após licitação que aprovou a circulação de 496 profissionais, o número de mototaxistas não licenciados aumentou, e junto isso, os casos de assaltos envolvendo “falsos mototaxistas”.

Nesta sexta-feira, depois de fiscalização que apreendeu 40 motocicletas não licenciadas, outro protesto foi realizado pelo grupo dos que não têm autorização para atuar no município. Os dois grupos pressionam o prefeito Beto Dangelo para que resolva o impasse.

De acordo com o diretor-presidente do Imtrans, Elvis Lemos, o município de Manacapuru tem cerca de 3 mil mototaxistas. Em 2017, a prefeitura realizou licitação para mil licenças para circulação de mototaxistas na cidade. O resultado final foi divulgado em março deste ano. De 571 inscritos, 496 preencheram todos os requisitos do edital e foram habilitados pela prefeitura.

O protesto realizado nessa quinta-feira foi motivado pela falta de fiscalização do Imtrans e pelo aumento no índice de criminalidade envolvendo “falsos mototaxistas”. Nas últimas semanas, a delegacia do município registrou seis casos de assaltos envolvendo duplas que se vestem de mototaxista. Os casos estão sendo investigados pela Polícia Civil.

Um vídeo, registrado por uma câmera de segurança, mostra a ação dos criminosos. Enquanto um homem vestido de mototaxista aguarda na moto, o outro realiza o assalto a uma lanchonete.

Fiscalização e protesto

Pela manhã o Imtrans apreendeu 40 motos irregulares durante fiscalização na sede do município, o que gerou revolta entre os mototaxistas não licenciados. Eles protestaram em frente à sede do órgão e foram recebidos pelo presidente Elvis Lemos.

Após reunião, a direção decidiu que vai abrir nova licitação com 504 vagas até o final deste mês. De acordo com o presidente do Imtrans, a partir de segunda-feira, o instituto vai orientar os não licenciados sobre a documentação exigida no edital e vai intensificar as blitze com agentes do Imtrans e policiais militares.

Seja o primeiro a comentar on "Mototaxistas de Manacapuru entram em guerra com prefeito por fiscalização"

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.