Morre o ventríloquo Oscarino Varjão, criador do ‘Peteleco’

Oscarino Varjão com Peteleco, o boneco sem papas na língua que o tornou famoso como ventríloquo (Foto: Divulgação)

Oscarino Varjão com Peteleco, o boneco sem papas na língua que o tornou famoso como ventríloquo (Foto: Divulgação)

Da Redação

MANAUS – Morreu, na madrugada desta segunda-feira, 16, aos 81 anos de idade, o ventríloquo Oscarino Farias Varjão, criador do boneco ‘Peteleco’. Scarino lutava contra um câncer no estômago e sofreu uma parada cardiorrespiratória. Ele estava internado há três dias no Hospital e Pronto-Socorro 28 de Agosto, na zona centro-sul de Manaus.

Oscarino Varjão deixa esposa e dez filhos. O corpo está sendo velado no Centro Cultural Palácio do Rio Negro, no Centro de Manaus, e será enterrado às 16h no Cemitério São João Batista, na zona centro-sul.

A assessoria do 28 de Agosto informou que Oscarino deu entrada em estado grave, com histórico de colelitiase, evoluindo para febre e vômitos. Ele passou por várias gasometrias, exame de tomografia de abdômen total, eletrocardiograma e acidente vascular encefálico. Apesar dos cuidados médicos, ele não resistiu.

Oscarino ficou famoso com o ‘Peteleco’, tornado Patrimônio Imaterial Cultural do Amazonas.

(Colaborou Patrick Motta)

Seja o primeiro a comentar on "Morre o ventríloquo Oscarino Varjão, criador do ‘Peteleco’"

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.