Ministro discute parcerias para desenvolver a educação em Manaus

Rossieli Soares destacou a importância da parceria entre governo federal e estadual para melhores resultados. (Foto: Divulgação)

Da Redação

MANAUS –  Com o objetivo de  discutir projetos para aprimorar o ensino na região, o ministro Rossieli Soares se reuniu, nesta terça-feira, 8, em Brasília, com a secretária Municipal de Educação de Manaus, Kátia Helena Schweickardt, o presidente do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), Silvio Pinheiro, e o Deputado Federal Pauderney Avelino (DEM/AM).

Rossieli Soares destacou a importância da parceria entre governo federal e estadual para que esses resultados sejam ainda melhores. “A parceria com Manaus e com o estado do Amazonas é importante para continuarmos com esse crescimento. Manaus é a capital que mais tem crescido nos resultados do Ideb. Isso também aconteceu com o estado do Amazonas, que cresceu em todos os indicadores, como o Programa Internacional de Avaliação de Alunos (Pisa), e o ensino médio”, afirmou o ministro.

“Também é importante para o MEC seguir apostando e acreditando que essas redes continuarão dando respostas nos resultados da educação brasileira, principalmente em uma região que precisa de muito suporte”.

Kátia Helena Schweickardt falou sobre o trabalho que tem sido feito na cidade para que os alunos manauenses continuem se destacando. A secretária se mostrou otimista com o resultado do próximo Ideb. “Estamos esperando ficar entre as 10 principais capitais no resultado deste ano. Um trabalho organizado, focado em uma gestão estratégica, com metas, com a valorização dos nossos professores, com um trabalho arrojado na correção da distorção da idade ano, no reforço escolar dos nossos alunos; trabalhando em cima dos nossos descritores e com avaliação permanente”, afirmou Kátia. “Manaus tem sido um case interessante para se pensar a educação básica do Brasil”, complementou.

“É importante que os programas sejam feitos de forma responsável e que as ações de educação cheguem no município, cheguem na ponta”, disse Pauderney Avelino. “Um dos grandes problemas que nós temos hoje no Brasil, independente da região que estejamos, é que esses recursos sejam mandados, as obras eventuais sejam concluídas e os clientes, que são os alunos, possam ser bem atendidos. Esse é o grande desafio que todos nós temos no nosso Brasil.”

Manaus é a terceira maior rede de educação básica do Brasil, com 499 unidades escolares e 242 mil alunos, desde a creche até o nono ano. A cidade fica atrás apenas do Rio de Janeiro e de São Paulo. Na última edição do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), a capital do Amazonas foi a que mais cresceu nas séries finais no nono ano.

Seja o primeiro a comentar on "Ministro discute parcerias para desenvolver a educação em Manaus"

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.