Médicos descartam amputar perna de mulher de Wilson Justo, morto a tiros

Wilson de Lima Justo Filho foi morto a tiros em boate, na madrugada deste sábado, em Manaus (Foto: Facebook/Reprodução)

Da Redação

MANAUS – Em recuperação de cirurgia, a mulher do advogado Wilson de Lima Justo Filho, morto a tiros dentro da boate Porão do Alemão, na zona oeste de Manaus, no dia 25 de novembro, tem estado de saúde clínico estável, segundo boletim médico divulgado nessa segunda-feira, 4. Fabíola Rodrigues está no segundo dia pós operatório. Ela também foi baleada.

Conforme o boletim médico, as lesões são graves e as estruturas anatômicas sofreram danos irreparáveis na perna esquerda. “Neste momento, apresenta regular estado de saúde e não tem previsão de alta hospitalar. Será submetida a novas intervenções cirúrgicas conforme evolução do estado de saúde”, diz o boletim. Os médicos descartam a amputação da perna.

Leia mais:
Delegado mata advogado e fere mais três no Porão do Alemão, em Manaus
Advogado diz que Sotero foi 'atacado e maltratado' e prevaleceu o 'instinto de sobrevivência'

Confira na íntegra o boletim.

Seja o primeiro a comentar on "Médicos descartam amputar perna de mulher de Wilson Justo, morto a tiros"

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.