Lojas de shopping de Manaus venderão produtos sem impostos

Centro comercial aderiu a protesto e lojas venderão produtos sem incidência de impostos (Foto: Divulgação)

Da Redação

MANAUS – Em protesto contra o número elevado de impostos cobrados no Brasil, lojistas do Amazonas Shopping, um dos maiores de Manaus, anunciam que venderão produtos pelo preço real, sem incidência dos tributos, na 7ª edição do Dia da Liberdade de Impostos (DLI), no dia 1º de junho. A campanha será das 10h às 22h, horário de funcionamento do centro comercial, e é promovida pela Câmara de Dirigentes Lojistas Jovem (CDL Jovem).

Aderiram ao movimento donos de lojas de calçados, vestuário, eletroeletrônicos e restaurantes. Este ano, a ação será realizada simultaneamente em 12 Estados: Amazonas, Amapá, Bahia, Ceará, Distrito Federal, Espírito Santo, Goiás, Minas Gerais, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e Santa Catarina. “Esta ação é muito importante para que a população se conscientize sobre a quantidade de imposto que é pago por cada produto”, disse o superintendente do shopping, Eduardo Zucareli.

O coordenador da CDL Jovem, Erick Bandeira, explica que a quantidade de impostos pagos equivale ao trabalho dos brasileiros no período do dia 1º de janeiro a 1º de junho. “São 151 dias do ano trabalhados apenas para pagar impostos”, disse.

A metade do valor de alguns produtos, algumas vezes até mais do que isso, é referente somente aos impostos cobrados. Um videogame, por exemplo, tem 72% de imposto embutido no seu preço. A cerveja tem 55%, sapatos 58%, celular 33% e picolé 38,6%. A campanha, antes realizada apenas em postos de combustíveis, estendeu a mobilização aos shoppings.

2 Comments on "Lojas de shopping de Manaus venderão produtos sem impostos"

  1. O empresário brasileiro que reclama do custo Brasil deveria estudar porque o custo maior é o da ignorância, se as mesmas empresas fossem organizados por meio de uma central de compra associativa obteriam imunidade tributária e isenção fiscal o ano todo.

  2. Mesmo com a crise os Lojistas Manauara insiste aumentar os preços dos seus produtos, muitos usam o calada noite ou final de semana para aumentar os precos e diz qlem dar o desconto e volta ao preço o que era, o black fraude é praticado em Manaus de uma maneira que todo mundo sabe que não vai dar em nada, não existe fiscalização, não existe direito do consumidor, nao existe conyrole de nada, pois a mão que protege os empresários é muito mais forte. O Manauara tem que entender que a internet veio para romper barreiras, é muito barato hoje você comprar de qualquer cidade do Brasil mesmo pagando um frete caro dos Correios do que comprar aqui em Manaus. Isso é válido para qualquer produto.

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.