Líderes de massacre no Compaj são transferidos para presídios federais

Compaj-Exercito (Foto: Bruno Zanardo/Secom)

Presos transferidos são do Compaj, onde Exército fez revista nessa terça-feira (Foto: Bruno Zanardo/Secom)

Da Redação

MANAUS – Dezessete presos do Compaj (Complexo Penitenciário Anísio Jobim) serão transferidos para presídios federais a partir desta quarta-feira, 11. Eles foram identificados como os líderes do massacre de 56 detentos no dia 1 deste mês no presídio no quilômetro 8 da rodovia BR-174. Os mortos, segundo a polícia, eram integrantes da facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital) e foram assassinados brutalmente (decapitados e esquartejados) por integrantes da FDN (Família do Norte) em uma disputa pelo controle do tráfico de drogas no Estado.

O secretário de Estado da Administração Penitenciária, Pedro Florêncio, disse que entre os presos que serão levadios para outros Estados estão líderes do massacre. “A força-tarefa da Polícia Civil investigou o evento da chacina e indicou esse 17 nomes como suspeitos de terem participado e ordenado a chacina e as fugas. Não temos informações se entre eles está algum dos líderes da facção, mas eles serão transferidos para um presídio federal que será definido pelo Depen (Departamento Penitenciário). A informação que temos é que pode ser para Campo Grande ou Mossoró, mas ainda não temos a confirmação dessa informação”, disse Florêncio.

Conforme Florêncio, com a transferência espera-se que a tensão no sistema carcerário do Amazonas diminua. “Nós estamos trabalhando para melhorar a situação, para voltar à normalidade. Todas as vezes que houver evento desse tipo, os responsáveis irão para presídios federais”, disse. Pedro Florêncio não confirmou se todos os transferidos são da FDN. “Aqui, todo mundo se intitula da FDN. Mas, não tenho essa informação concreta”.

A Polícia Civil também investiga a chacina ocorrida na Cadeia Pública Vidal Pessoa, no último domingo, 8, na qual foram assassinados quatro presos. “Com certeza os líderes da rebelião e chacina ocorrida na Vidal Pessoa serão transferidos pra presídios federais. A PC também está fazendo uma investigação lá e os nomes serão divulgados. Todos os que cometerem atos dessa natureza serão transferidos… todos”, disse Florêncio.

Os presos a serem transferidos são

Janes do Nascimento Cruz (líder do massacre – o ‘Caroço’)

Márcio Ramalho Diogo (também líder –o ‘Garrote’)

André Said de Araújo (o ‘Gringo’)

Adailton Farias da Silva

Claudio Dayan Felizardo Belfort (o ‘Maguila’)

Demétrio Antônio Matias (o ‘Demétrio’)

Eduardo Queiroz Araújo (o ‘Foguinho’)

Fabio Palmas de Souza

Florêncio Nascimento Barros (o ‘Marabá’)

Gileno Oliveira do Carmo (o Gileno)

Heliuton Cabral do Carmo (o ‘Velhinho’)

João Ricardo Santos da Costa (o ‘Kaká’)

José Bruno de Souza Pereira (o ‘Bruninho’)

Lenon Oliveira do Carmo (o ‘Bileno’)

Reginaldo Muller Neto (o ‘Caçula’)

Rivelino de Melo Müller (o ‘Lorão’)

Wilson Guimarães Fernandes (o ‘Hulk’)

Seja o primeiro a comentar on "Líderes de massacre no Compaj são transferidos para presídios federais"

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.