Grêmio perde na Argentina, mas mantém chances na Libertadores

Grêmio foi dominado pelo Estudiantes no início do jogo e sofreu dois gols (Foto: Lucas Uebel/Grêmio/FBPA)

Grêmio foi dominado pelo Estudiantes no início do jogo e sofreu dois gols (Foto: Lucas Uebel/Grêmio/FBPA)

Do Estadão Conteúdo

PORTO ALEGRE – O Grêmio lutou até o fim na noite desta terça-feira, 7, mas não conseguiu evitar a derrota por 2 a 1 para o Estudiantes, no estádio Ciudad de Quilmes, em Quilmes, pela ida das oitavas de final da Copa Libertadores. Os argentinos chegaram a abrir 2 a 0 no placar, mas o Grêmio descontou ainda no primeiro tempo, com gol do zagueiro Kannemann.

No entanto, o time brasileiro não conseguiu aproveitar a vantagem de jogar com um a mais em campo nos últimos 15 minutos da partida, em razão da expulsão de Zuqui. Os brasileiros impuseram pressão, criaram boas oportunidades de gol, mas não tiveram sucesso.

Mesmo assim, o clima não era de desânimo na saída de campo. Com o gol marcado fora de casa, o Grêmio poderá sacramentar a classificação às quartas de final com uma vitória por 1 a 0, diante de sua torcida, na partida da volta.

O novo duelo contra o Estudiantes está marcado somente para o dia 28, na Arena Grêmio. Quem se classificar vai enfrentar nas quartas de final da Libertadores o vencedor do duelo entre o Atlético Tucumán, da Argentina, e o Atlético Nacional, da Colômbia.

Apagão

O técnico Renato Gaúcho avaliou que o Grêmio sofreu um ‘apagão’ nos minutos iniciais da derrota por 2 a 1 para o Estudiantes, mas considerou que a equipe tem condições reais de reverter a vantagem no duelo de volta. “Deu um apagão, digamos assim, na nossa equipe nos primeiros 15, 20 minutos. Depois começamos a controlar as coisas e fizemos o gol no final, o que nos deu uma tranquilidade. No intervalo, corrigi algumas coisas e passei confiança. Um gol fora vale bastante. Temos mais 90 minutos e a história vai ser outra”, disse o treinador, lembrando que triunfos por 1 a 0 ou por dois ou mais gols de diferença garantem a equipe nas quartas de final da Libertadores.

“Nossa equipe entrou no jogo do Estudiantes, o jogo da catimba. Tivemos chance, mas a gente não fez. No contra-ataque, o atacante acertou aquele chute indefensável. Deu branco porque o Grêmio procurou fazer o que não está acostumado. Não gostei por causa disso”, afirmou.

Após o confronto com o Estudiantes, o Grêmio volta as suas atenções para o Brasileirão. No domingo, o time vai enfrentar o Vitória, em casa, pela 18ª rodada.

Seja o primeiro a comentar on "Grêmio perde na Argentina, mas mantém chances na Libertadores"

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.