Gratuidade de transporte público nas eleições será votada em ‘cima da hora’

Wilker Barreto

O presidente da Câmara Municipal, Wilker Barreto, disse que faltou planejamento à Prefeitura de Manaus (Foto: Divulgação/CMM)

Da Redação

MANAUS – A gratuidade do transporte público de passageiros em Manaus no domingo, 7, dia das eleições, será votada neste sábado pelos vereadores da CMM (Câmara Municipal de Manaus) em sessão extraordinária. A sessão extra, às 11h, foi anunciada pelo presidente da CMM Wilker Barreto (PHS).

O presidente da Câmara disse que definiu prazo de 24h para apreciar o projeto, que chegou na tarde dessa quinta-feira, 4, enviado pelo prefeito Arthur Neto. Segundo Wilker Barreto, os vereadores farão um esforço para que a população não possa ser penalizada. “A matéria traz custos ao erário públicos, uma vez que é gratuito, mas a sociedade vai ter que desembolsar cerca de R$ 6 milhões. É preciso cumprir todos os ritos regimentais para que os vereadores possam apreciar a matéria”, disse.

Wilker Barreto disse que enviou o documento para a procuraria da Casa nessa quinta e recebeu de volta na manhã desta sexta-feira. O vereador disse que a convocação dos vereadores para votação foi publicada nesta sexta-feira no Diário Oficial da Câmara.

Segundo Barreto, faltou planejamento por parte da prefeitura de Manaus para encaminhar o documento de forma mais célere. “Como o documento veio na quinta-feira, tive que esperar o tempo regimental de 24h para fazer a sessão no sábado”, justificou.

De acordo com a SMTU (Superintendência Municipal de Transportes Urbanos), a frota do transporte público deverá operar com 100% dos veículos.

Seja o primeiro a comentar on "Gratuidade de transporte público nas eleições será votada em ‘cima da hora’"

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.